Uma experiência na escola sobre gênero e sexualidades

  • Virginia Georg Schindhelm
  • Jonas Alves da Silva Junior

Resumo

Este trabalho relata uma experiência vivenciada num curso superior de formação de profesores e a
angústia e desconhecimento de alunos para lidar com a presença de um colega trajado com roupas e adereços
femininos. Refletimos sobre experiência e vivência e modos de ser/estar no mundo como produções subjetivas e
relacionais, que se manifestam por inúmeras formas de apresentar-se como homem ou mulher e que se configuram
como processos minuciosos, sutis e sempre inacabados de construções pessoais e culturais. O objetivo é
problematizar a condição de crianças e jovens e experiências escolares, a partir de questões que envolvem
diversidade cultural e diferença, estereótipos, preconceitos, discriminação e desigualdade, que fornecem
instrumentos analíticos para abordar as complexas relações de gênero e sexualidades no processo escolar. O desafio
é dar visibilidade a um sujeito que difere daquele homogeneizado e até mesmo universal. Busca-se aprofundar e
questionar as concepções e as práticas educativas com sujeitos brasileiros na perspectiva de gênero e sexualidades
para a construção de pedagogias que não transformem diferenças em desigualdades. Vivenciar as diferentes
sexualidades na escola implica reconhecer as múltiplas formas de experimentar prazeres e desejos, de dar e receber
afetos, de amar e ser amado que são ensaiadas e ensinadas nas culturas. Essa variedade assusta, desestabiliza, foge
de controles e de normas, por isso descontroem certezas, verdades e padrões. Nosso compromisso docente envolve
construção de conhecimentos e processos sensíveis para desestabilizar padrões normalizadores que funcionam
como forças em campos problemáticos como o de gênero e das sexualidades na escola.

Publicado
2018-12-21
Como Citar
GEORG SCHINDHELM, Virginia; ALVES DA SILVA JUNIOR, Jonas. Uma experiência na escola sobre gênero e sexualidades. Aprender - Caderno de Filosofia e Psicologia da Educação, [S.l.], n. 20, dez. 2018. ISSN 2359-246X. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/aprender/article/view/4550>. Acesso em: 19 set. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/aprender.v0i20.4550.