Feminismo Decolonial, Perspectiva dos Funcionamentos e Educação

  • Maria Clara Dias
  • Letícia Gonçalves

Resumo

O objetivo deste texto é propor um modelo de justiça adequado a um sistema educacional, amplo e
inclusivo, no que se refere às múltiplas e complexas manifestações de sexualidade e gênero. Toma o Feminismo
Decolonial, sobretudo as contribuições da autora Ochy Curiel, como uma abordagem crítica de leitura da realidade,
e defende a Perspectiva dos Funcionamentos, de Maria Clara Dias, como teoria de justiça coerente com o contexto
em questão.

Publicado
2018-12-21
Como Citar
CLARA DIAS, Maria; GONÇALVES, Letícia. Feminismo Decolonial, Perspectiva dos Funcionamentos e Educação. Aprender - Caderno de Filosofia e Psicologia da Educação, [S.l.], n. 20, dez. 2018. ISSN 2359-246X. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/aprender/article/view/4551>. Acesso em: 22 mar. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/aprender.v0i20.4551.
Edição
Seção
Artigos