Epistemologia da pesquisa em Educação Especial

Autores

  • Morgana Christmann
  • Carmen Rosane Segatto e Souza
  • Sílvia Maria de Oliveira Pavão

DOI:

https://doi.org/10.22481/aprender.v0i23.7319

Resumo

O objetivo deste artigo é refletir sobre a pesquisa na educação especial, e com isto, contribuir para o
alargamento epistemológico de futuras produções científicas. Este artigo tem como filosofia o método
fenomenológico e trata de uma pesquisa bibliográfica com base em artigos científicos, extraídos de periódicos da
área. O estudo reportou a necessidade de avançar nas pesquisas sobre a Educação Especial, superando as
discussões sobre as dificuldades e ofertando enfoque às possibilidades. A Educação Especial por ser plural, ativa e
em transformação, necessita de estudos qualificados e rigorosos do ponto de vista metodológico, oferecendo
subsídios para discorrer com profundidade sobre a epistemologia da pesquisa em Educação Especial. A pesquisa
necessariamente precisa romper com os discursos já produzidos e criar estratégias para qualificar o ensino, mas
também, e principalmente, a representação da deficiência na sociedade. A pesquisa na Educação Especial, neste
sentido, tem uma tarefa árdua, já que se preocupa em discutir e refletir sobre a inclusão de estudantes com
deficiência.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carmen Rosane Segatto e Souza

 

 

Downloads

Publicado

2020-09-05

Como Citar

Christmann, M. ., Rosane Segatto e Souza, C., & Maria de Oliveira Pavão, S. . (2020). Epistemologia da pesquisa em Educação Especial. Aprender - Caderno De Filosofia E Psicologia Da Educação, (23), 115-132. https://doi.org/10.22481/aprender.v0i23.7319