Economia ambiental, ecológica e valoração dos serviços ambientais: uma revisão mais que necessária

  • Pedro Luiz Teixeira de Camargo Instituto Federal de Minas Gerais Campus Ouro Preto (CEAD-IFMG)
  • Arnaldo Freitas de Oliveira Júnior Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG)
  • Paulo Pereira Martins Junior UFOP

Resumo

Estudos capazes de explicar, mesmo que de forma resumida, o surgimento histórico das correntes
teóricas que dialogam com o meio ambiente dentro das Ciências Econômicas, assim como as principais técnicas
de valoração dos serviços ambientais sempre são importantes, principalmente no momento atual em que essa
temática está nas manchetes de jornais e revistas. Pensando nisso, propôs-se esse artigo, que objetiva caracterizar
e explanar, de maneira didática, o surgimento das duas principais áreas das Ciências Econômicas que estudam as
relações com a natureza sob um viés conservacionista: a Economia Ecológica e a Economia Ambiental. A
metodologia escolhida foi o estudo teórico e bibliográfico. Como resultado, além da explanação histórica de
ambas, foram apresentados os métodos e técnicas de cálculo das externalidades da natureza, as chamadas
metodologias de valoração ambiental, com destaque para as mais popularmente utilizadas: Método do Custo de
Viagem; Método dos Preços Hedônicos; Valor de Propriedade (com maior ênfase para a Metodologia de
Costanza et al. (1997); Disposição a Aceitar pela Perda de Funções Ambientais e o Método de Avaliação
Contingencial (MAC). Como conclusão, é possível afirmar que trabalhos teóricos de valoração ambiental são
ainda recentes na área acadêmica. Tendo em vista o seu baixo custo de aplicação prática e a capacidade de
produzir resultados aceitáveis, essas técnicas podem apresentar vantagens monetárias significativas em relação a
outras metodologias. Portanto, popularizar seu uso como ferramenta científica confiável pode ser uma
importante contribuição para a conservação da natureza.

Publicado
2018-11-30
Como Citar
DE CAMARGO, Pedro Luiz Teixeira; DE OLIVEIRA JÚNIOR, Arnaldo Freitas; MARTINS JUNIOR, Paulo Pereira. Economia ambiental, ecológica e valoração dos serviços ambientais: uma revisão mais que necessária. Cadernos de Ciências Sociais Aplicadas, [S.l.], p. 21, nov. 2018. ISSN 2358-1212. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/ccsa/article/view/4460>. Acesso em: 22 ago. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/ccsa.v15i26.4460.
Seção
Artigos