Indústria criativa e mercado de trabalho: breves aproximações para a categoria da exploração do trabalho criativo

  • Thiago Cavalcante de Souza Instituto de Economia e Relações Internacionais da Universidade Federal de Uberlândia (IERI-UFU)

Resumo

No atual estágio do capitalismo contemporâneo, o capital e o trabalho assumiram uma dimensão
transnacional, sendo conectados globalmente por redes criativas de informação. Desse modo, a comunicação e a
criatividade humana incorporaram um aspecto mercantil, dado que a capacidade de gerar, processar e aplicar a
informação e o conhecimento de forma eficiente segmentou um tipo particular de indústria, a criativa e
computacional. Em face dessas questões, a demanda por trabalho apresentou importantes transformações, em
que se destaca o aumento da procura por mão de obra especializada, além do crescimento da estrutura
ocupacional entre os setores econômicos que consideram a criatividade, a tecnologia e a inovação recursos
primários. Nessa perspectiva, este artigo investiga de que maneira a relação entre Criatividade e Dependência
proposta por Celso Furtado e a teoria da Superexploração da Força de Trabalho de Ruy Mauro Marini
demonstram-se capazes de explicar a maneira pela qual o capital expropria-se do trabalho intelectual e cognitivo.
Para o exercício realizado, serviu de referência a indústria criativa do Brasil e, para a análise, o instrumento
utilizado foi o método dedutivo. O trabalho conclui que a lógica de expropriação do trabalho nessa indústria
criativa ultrapassa a dimensão da exploração da força física, estendendo-se para à capacidade intelectual e
cognitiva. Essa lógica alude a ideia de superexploração da força de trabalho pelo fato do salário pago aos
trabalhadores não se demonstrar suficiente à recomposição do estímulo criativo. Ademais, o exercício da
criatividade não obedece, necessariamente, a uma jornada de trabalho fixa, o que estende a atividade laboral para
além, mas sem uma compensação salarial pelo tempo adicional.

Publicado
2019-07-16
Como Citar
DE SOUZA, Thiago Cavalcante. Indústria criativa e mercado de trabalho: breves aproximações para a categoria da exploração do trabalho criativo. Cadernos de Ciências Sociais Aplicadas, [S.l.], p. 28, jul. 2019. ISSN 2358-1212. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/ccsa/article/view/5367>. Acesso em: 05 dez. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/ccsa.v16i27.5367.
Seção
Artigos