Custos Ambientais e sua forma de identificação e controle dentro de uma empresa de saneamento

  • Cristiano Belarmino
  • Antônio André Cunha Callado

Resumo

O objetivo deste artigo foi descobrir, dentro das atividades desempenhadas por uma empresa de saneamento com fins de utilidade pública, os tipos de custos ambientais, baseando-se nas classificações dos custos de prevenção, custos de detecção, custos de falhas internas e custos de falhas externas, conforme proposto por Hansen, Mowen e Guan (2007). Para tanto, utilizou-se a metodologia da pesquisa descritiva, exploratória, qualitativa e estudo de caso. As técnicas empregadas para coleta de informações foram entrevistas e pesquisa documental, realizadas no mês de julho de 2019. Nesse período, foi possível obter esclarecimentos sobre o processo operacional das estações de tratamento de água e esgoto, compreender os procedimentos adotados pela empresa para o cuidado com o meio ambiente, cujas técnicas são aplicadas por meio do Sistema de Gestão Ambiental (SGA). A análise de todo o conteúdo levantado permitiu concluir que, devido à política ambiental implementada dentro da empresa, os custos ambientais possuem ligação direta com o SGA. O resultado disso é um melhor controle para que a empresa conduza suas atividades sem causar impactos no meio ambiente.

Publicado
2019-12-04
Como Citar
BELARMINO, Cristiano; CALLADO, Antônio André Cunha. Custos Ambientais e sua forma de identificação e controle dentro de uma empresa de saneamento. Cadernos de Ciências Sociais Aplicadas, [S.l.], p. p. 113-129, dez. 2019. ISSN 2358-1212. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/ccsa/article/view/5833>. Acesso em: 08 abr. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/ccsa.v16i28.5833.
Seção
Artigos