Gênese do preconceito e implicações no funcionamento de linguagem na Síndrome de Down (Genesis of prejudice and implications in the operation of language in Down Syndrome)

  • Carla Salati Almeida Ghirello-Pires Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb/Brasil)

Resumo

Este texto discute a Síndrome de Down nos seus aspectos históricos, sociais e linguísticos, evidenciando os fatores que determinaram as formas de conceber a síndrome, como parte da nosologia médica, como um conjunto de sinais e sintomas que caracterizam o estado “mórbido” do organismo humano, desconsiderando o continuum que estabelece graduações infinitas entre o que é normal e o que é patológico. O dado deixa visíveis os determinantes da ordem médica, as implicações sociais e históricas a que esteve exposto o fenômeno conhecido como “mongolismo”, determinando a gênese do preconceito em relação à síndrome: desvalorização do sujeito e valorização da síndrome e suas consequências na atividade de linguagem dessas crianças.
PALAVRAS-CHAVE: Síndrome de Down. Preconceito. Nosologia médica. Linguagem.


ABSTRACT
This paper discusses about Down syndrome in its historical, social and linguistic aspects evidencing the factors which determined the ways of conceiving the syndrome as part of the medical nosology, as a set of signals and symptoms which characterizes “morbid” state of the human organism disregarding the continuum which establishes infinite graduations between what is normal and pathological. The data make visible the medical determinants, the social and historical implications to which the phenomenon known as “mongolism” has been exposed while determinants for the origin of prejudice in relation to the syndrome: devaluation of the subject and valuation of the syndrome and its consequences on the language activity of those children.
KEYWORDS: Down syndrome. Prejudice. Medical nosology. Language


 

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Carla Salati Almeida Ghirello-Pires é fonoaudióloga e doutora em Linguística – área de concentração Neurolinguística – pelo Instituto de Estudo da Linguagem (IEL) da Universidade Estadual Campinas (UNICAMP). É professora adjunta do Departamento de Estudos Linguísticos e Literários (DELL) da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) e professora do Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGLin), da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB).

Referências

ABAURRE, M. B. M.; COUDRY, M. I. H. A relação entre trocas lingüísticas de sujeitos afásicos e de crianças no processo de aquisição da língua escrita. Estudos da Língua(gem), v. 6, p. 45-58, 2008.
BOOTH, T. Labels and their consequences. In: LANE, D.; STRATFORD, B. Current approaches to Down’s syndrome. London: Holt, Rinehart and Winston, 1985.
BORGHI, R. W. Consonant phoneme, and distinctive feature error patterns in speech. In: VAN DIKE, D. C.; LANG, D. J.; HEIDE, F.; VAN DUYNE, S.; SOUCEK, M. J. Clinical perspectives in the management of Down syndrome. New York: Springer Verlag, 1990.
CAMARGO, E. A. A. Era uma vez ... o contar histórias em crianças com síndrome de Down. 1994. 110 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) - Instituto de Estudo da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1994.
CANGUILHEM, G. O normal e o patológico. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002.
CARNEIRO, M. S. C. Adultos com síndrome de Down: a deficiência mental como produção social. Campinas: Papirus, 2008.
CHAPMAN, R. S. Desenvolvimento da linguagem em crianças e adolescentes com sídrome de Down. In: FLETCHER, P.; WHINNEY, B. M. Compêndio da linguagem da criança. Porto Alegre: Artes Médicas, 1977.
CUILLERET, M. Les trissomoques parmi nous: ou les mongoliens ne sont plus. 2. éd. France: Simep/Villeurbanne, 1984.
DE LEMOS, C. T. G. Processos metafóricos e metonímicos: seu estatuto descritivo e explicativo na aquisição de língua materna. In: THE TRENTO Lectures and Workshop on Metaphor and Analogy, 1995. Trento. Instituto per la Ricerca Scientìfica e Tecnologica. Trento: Italy, 1995.
DE LEMOS, C. T. G. Native speaker ́s intuitions and metalinguisticabilities: what dothey have in common from the point of view of language acquition. Cadernos de Estudos Lingüísticos, n. 33, p. 5-14, 1997.
DE LEMOS, C. T. G. Em busca de uma alternativa à noção de desenvolvimento na interpretação do processo de aquisição de linguagem. Relatório Científico. Brasília: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), 1999.
DE LEMOS, C. T. G. Sobre o estatuto lingüístico e discursivo da narrativa na fala da criança. Lingüística, São Paulo, v. 13, p. 23-60, 2001.
FOULCAULT, M. Os anormais: curso no college de France (1974-1975). São Paulo: Martins Fontes, 2002.
FOULCAULT, M. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, 2001.
GHIRELLO-PIRES, C. S. A.; LABIGALINI, A. P. V. A linguagem e a criança com síndrome de Down. In: COUDRY, M. I. H.; FREIRE,
F. M. P.; ANDRADE, M. L. F. de; SILVA, M. A. Caminhos da neurolinguística discursiva: teorização e práticas coma linguagem. Campinas: Mundo das Letras. No prelo.
GOULD, S. J. A falsa medida do homem. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
GOULD, S. J. O polegar do panda: reflexões sobre a história natural. São Paulo: Martins Fontes, 2004.
GUNN, P. Speech and language. In: LANE, D.; STRATFORD, B. Current approaches to Down’s syndrome. London: Holt, Rinehart and Winston, 1985.
HORSTMEIER, D. A. But I don’t understand you: the communications interetions of yong and adults with Down syndrome - transition from adolescent to adulthood. Baltimore: Paul H. Brookes Publishing, 1987.
JAKOBSON. J. Lingüística e comunicação. São Paulo: Cultrix, 1975. Edição original: 1956.
LEVY, I. P. O que se fala e o que se diz na, e sobre a terapia (de linguagem) da criança com síndrome de Down. Cadernos de Estudos Lingüísticos, n. 16, p. 31-45, 1989.
LÓPEZ-MELERO, M. El proyecto Roma: uma experiencia de educación em valores. Málaga: Aljibe, 2003
MEYERS, F. L. Using computers to teach children whith Downs syndrome spoken and written language skills. In: NADEL, L. The psicobiology of Down syndrome. Cambridge: The MIT Press, 1988.
MILLER, J. F. Language and comunication caracteristics of Down syndrome, In: PUESCHEL, S. M. New perspectives on Down syndrome. London: Paulh Brookes Publishing, 1987.
MONTEIRO, M. I. B. A dinâmica do diálogo de crianças portadoras de síndrome de Down. 1992. 190f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1992.
OLLER, D. K. Descripition of infant vocalizations and young child speech: teoritical and pratical tolls. Seminars in Speech and Language, 13, 178 -193, 1995.
PESSOTI, I. Deficiência mental: da superstição à ciência. São Paulo: T.A. Queiroz, 1984.
PERRONI, C. M. Desenvolvimento do discurso narrativo. São Paulo: Martins Fontes, 1992.
PUESCHEL, S. (Org.). Sindrome de Down: guia para pais e educadores. Campinas: Papirus, 1983.
SCHWARTZMAN, S. (Org.). Sindrome de Down. São Paulo: Memnon/Mackenzie, 1999.
STEFANINI, S.; CASELLI, C. M.; VOLTERRA, V. Spoken and gestural production in a naming by young children with Down syndrome. Brain and Language, n. 101, 2007/2008.
STRATFORD, B. Down’s syndrome: past, present and future na understanding and positive guide for families, friends and professionals. London: Penguin Books, 1989.
STRATFORD, B. Crescendo com a síndrome de Down. Brasília: Corde, 1997
TRISTÃO, M. R.; FEITOSA M. A. G. Percepção da fala em bebês no primeiro ano de vida. Estudos de Psicologia, n. 3, p. 459-467, 2003.
VYGOTSKY, L. S. Formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1983.
VYGOTSKY, L. S. Obras escogidas: fundamentos de defectología. Madrid: Visor, 1997.
VYGOTSKY, L. S. A construção do pensamento e da linguagem na criança. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
Publicado
2011-06-01
Como Citar
GHIRELLO-PIRES, Carla Salati Almeida. Gênese do preconceito e implicações no funcionamento de linguagem na Síndrome de Down (Genesis of prejudice and implications in the operation of language in Down Syndrome). Estudos da Língua(gem), [S.l.], v. 9, n. 1, p. 105-135, jun. 2011. ISSN 1982-0534. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/1142>. Acesso em: 22 set. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/el.v9i1.1142.