O professor como agente de letramento em contexto de aprendizagem ativa na educação superior em engenharia (The teacher as a literacy agent in a context of active learning in higher education in engineering)

  • Thais de Souza Schlichting Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC/Brasil)

Resumo

Neste artigo, discute-se o papel do professor enquanto agente de letramento em contexto de aprendizagem ativa na engenharia. Analisa-se entrevistas realizadas com professores do Mestrado Integrado em Engenharia e Gestão Industrial (MIEGI) da Universidade do Minho, Portugal, que, por meio de projetos curriculares, insere os estudantes em empresas para um estágio. Os resultados das analises indicaram que os docentes entrevistados não se consideram agentes de letramento, embora trabalhem processualmente a escrita dos estudantes.
PALAVRAS-CHAVE: Aprendizagem ativa. Letramento acadêmico. Letramento profissional. Engenharia.


ABSTRACT
This paper discusses the role of the teacher as a literacy agent in the context of active learning in engineering. We analyze interviews with professors of the Integrated Masters in Engineering and Industrial Management (MIEGI) of the University of Minho, Portugal, which, through curricular projects, enrolls students in companies for an internship. The results of the analyzes indicated that the teachers interviewed do not consider themselves literacy agents, although they work in writing students.
KEYWORDS: Active learning. Academic literacy. Professional literacy. Engineering.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Thais de Souza Schlichting é doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e mestre em Educação pela Universidade Regional de Blumenau (FURB). Atualmente, leciona na Rede Estadual de Ensino de Santa Cataria.

Referências

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2012.
DOLZ, J. et al. A exposição oral. In: SCHEEWLY B.; DOLZ, J. (Org.) Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado das Letras, 2004.
FISCHER, A. “Dimensões escondidas” e “instrução explícita” em práticas de letramento acadêmico: o caso do relatório de projeto em um curso de Engenharia de Portugal. Linguagem & Ensino, v. 15, n. 2, p. 487-504, 2012.
FISCHER, A.; DIONÍSIO, M. de L. Perspectivas sobre letramento (s) no ensino superior: objetos de estudo em pesquisas acadêmicas. Atos de Pesquisa em Educação, v. 6, n. 1, p. 79-93, jan./abr., 2011.
GEE, J. P. La ideologia em los Discursos: linguística social y alfabetizaciones. Tradução do castelhano de Pablo Manzano. Madri: Ediciones Morata, 2005.
KLEIMAN, A. B. Professores e agentes de letramento: identidade e posicionamento social. Revista Filologia e Lingüística Portuguesa, n. 08, p. 409-424, 2006.
LEA, R. M.; STREET, B. V. Student writing in higher education: an academic literacies approach. Studies in higher education, v. 23, p. 157-170, jun/1998.
LIMA et al. Formas de implementação de processos de ensino-aprendizagem baseados em projetos interdisciplinares (PBL). In: OLIVEIRA, V. F.; CAVENAGHI, V.; MÁSCULO, F. S. (Org). Tópicos emergentes e desafios metodológicos em Engenharia de Produção: casos, experiências e proposições. Rio de Janeiro: ABEPRO, 2011.
POWELL, P.; WEENK, W. Project-led engineering education. Utrecht: Lemma, 2003.
SCHLICHTING, T. de S. Letramentos em context de aprendizagem ativa nas engenharias: “construindo o edifício das palavras para nele ser inquilino”. Dissertação (Mestrado em Educação). Blumenau: FURB, 2016.
ZAVALA, V. Quem está dizendo isso?: letramento acadêmico, identidade e poder no ensino superior. In: VÓVIO, C.; SITO, L.; DE GRANDE, P. (Org.). Letramentos: rupturas, deslocamentos e repercussões de pesquisas em linguística aplicada. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2010. p. 71-95.
Publicado
2018-12-30
Como Citar
SCHLICHTING, Thais de Souza. O professor como agente de letramento em contexto de aprendizagem ativa na educação superior em engenharia (The teacher as a literacy agent in a context of active learning in higher education in engineering). Estudos da Língua(gem), [S.l.], v. 16, n. 2, p. 121-133, dez. 2018. ISSN 1982-0534. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/4900>. Acesso em: 15 set. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/el.v16i2.4900.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##