Padrões de uso instanciados por construções [VLOC] numa amostra do português brasileiro (Construction-instantiated usage patterns [VLOC] in a sample from brazilian portuguese)

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar uma descrição e análise de padrões instanciados por construções formadas de verbo + locativo circunstancial (construções [VLOC]) a partir de uma metodologia que contempla usos efetivos do português brasileiro. Assumindo pressupostos da Linguística Funcional Centrada no Uso, em especial a partir das contribuições da chamada Gramática de Construções, verificamos que as construções [VLOC] se distribuem em dois conjuntos: em um, verbo e locativo atuam no nível do léxico, com sentido pleno e objetivo; no outro, com arranjos procedurais, verbo e locativo evidenciam uma forte integração das subpartes e formam um novo pareamento de forma e função, atuando no nível pragmático-discursivo, com valor gramatical e sentido (inter)subjetivo, ora como modalizador, ora como marcador discursivo.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Gessilene Silveira Kanthack é doutora em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis-SC, Brasil. Professora titular (pleno) da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Ilhéus-Ba, Brasil, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Letras: Linguagens e Representações (UESC), bem como ao Mestrado Profissional em Letras (Profletras/UESC). Tem experiência na área de linguística e desenvolve pesquisas que contemplam, em especial, fenômenos que envolvem a sintaxe do português brasileiro.

 

##submission.authorWithAffiliation##

Maria Alice Linhares Costa é mestranda do programa de Pós-Graduação em Letras: Linguagens e Representações, da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Ilhéus-Ba, Brasil. Bolsista de pós-graduação com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Brasil. É membro do Grupo de Pesquisa Linguagens, estruturas e práticas sociais, desenvolvendo investigações especialmente na área de Linguística Funcional.

Referências

BORTONI, R. S. M. A Brasília que não lê. Disponível em: http://www.stellabortoni.com.br/index.php/projetos/a-brasilia-que-nao-le/category/20-banco-de-dados> Acesso em: jun. 2019.
CASTILHO, A. T.; CASTILHO, C. M. M. de. Advérbios Modalizadores. In: ILARI, R. (Org.). Gramática do português falado: Vol. II: Níveis de Análise Lingüística. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, p. 213-260, 1993.
CROFT, W. Radical construction grammar: syntactic theory in typological perspective. Oxford: Oxford University Press, 2001.
FURTADO DA CUNHA, M. A.; BISPO, E. B.; SILVA, J. R. Linguística Funcional Centrada no Uso: conceitos básicos e categorias analíticas. In: CEZÁRIO, M. M.; FURTADO DA CUNHA, M. A. (Orgs.). Linguística centrada no uso: uma homenagem a Mário Martelotta. Rio de Janeiro: Mauad X: FAPERJ, p.13-39, 2013.
FURTADO DA CUNHA; M. A. F. da; LACERDA, P. F. A. da. C. Gramática de Construções: princípios básicos e contribuições. In: OLIVEIRA; M. R. de; CEZARIO, M. M (Orgs.). Funcionalismo linguístico: diálogos e vertentes. Rio de janeiro: Eduff, p. 17- 45, 2016.
GOLDBERG, A. Constructions: a construction approache to argument structure. Chicago: The University of Chicago Press, 1995.
GOLDBERG, A. Constructions at work: the nature of generalization in language. Oxford: Oxford University Press, 2006.
NEVES, M. H. M. 2000. Gramática de usos do português. São Paulo: UNESP.
OLIVEIRA, M. R.; SANTOS, L. P. dos. Padrões de uso da expressão sei lá no português. Signótica, Goiânia, v. 23, n. 2, p. 363-384, 2011. Disponível em: Acesso em: abr.2019.
TEIXEIRA, A. C. M. Construção verbal marcadora discursiva VLocmd: uma análise funcional centrada no uso. 2015. 298 p. Tese (Doutorado em Estudos de Linguagem). Universidade Federal Fluminense Instituto de Letras, Niterói, 2015.
TRAUGOTT, E. C.; DASHER, R. Regularity in semantic change. Cambridge: Cambridge University Press, 2005.
TRAUGOTT, E. C. Grammaticalization, constructions and the incremental development of language: Suggestions from the development of degree modifiers in English. In: ECKARDT, R.; JÄGER, G.; VEENSTRA, T. (Ed.) Variation, selection, development: probing the evolutionary model of language change. Berlin/New York: Mouton de Gruyter, p. 219-250, 2008.
TRAUGOTT, E.; TROUSDALE, G. Constructionalization and constructional changes. Oxford: Oxford University Press, 2013.
Publicado
2020-04-30
Como Citar
KANTHACK, Gessilene Silveira; COSTA, Maria Alice Linhares. Padrões de uso instanciados por construções [VLOC] numa amostra do português brasileiro (Construction-instantiated usage patterns [VLOC] in a sample from brazilian portuguese). Estudos da Língua(gem), [S.l.], v. 18, n. 1, p. 179-191, abr. 2020. ISSN 1982-0534. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/estudosdalinguagem/article/view/6125>. Acesso em: 05 ago. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/el.v18i1.6125.