http://periodicos2.uesb.br/index.php/filosofando/issue/feed Filosofando: Revista Eletrônica de Filosofia da UESB 2019-04-03T15:17:35+00:00 Jorge Miranda de Almeida revistafilosofando.uesb@gmail.com Open Journal Systems <section style="text-align: justify; padding: 3px;">A Revista Filosofando: Revista Eletrônica de Filosofia da UESB pretende ser um espaço de debate, discussão, interlocução do pensamento filosófico e suas interlações com áreas afins, tais como Direito, Geografia, História, Literatura, Poesia, Comunicação, etc. <section></section> </section> http://periodicos2.uesb.br/index.php/filosofando/article/view/4413 A INTERCONEXÃO ENTRE POLÍTICA E AMIZADE COMO CONDIÇÃO PARA O BEM COMUM NA PERSPECTIVA FILOSÓFICA DE ARISTÓTELES 2018-11-06T20:00:37+00:00 Valter do Nascimento revistafilosofando.uesb@gmail.com <p>Este artigo tem por objetivo mostrar o posicionamento de Aristóteles acerca da interconexão entre política e amizade, apontando a diferenciação entre política e ética. Para Aristóteles a política é a ciência maior a qual todas as outras estão subordinadas. Apresentar que segundo o Estagirita a cidade não nasceu imediatamente, mas que foi um produto da evolução do homem. Abordar que para Aristóteles, como todos os gregos da época clássica, a vida só se realiza plenamente na cidade. Analisar a visão aristotélica acerca da justiça enquanto partilha e participação. Verificar como a amizade é tida enquanto virtude política para o filósofo de Estagira.</p> 2018-11-06T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 http://periodicos2.uesb.br/index.php/filosofando/article/view/4412 O CONATUS E A POTÊNCIA DA MULTIDÃO NO TRATADO POLÍTICO DE SPINOZA. 2018-11-06T18:19:28+00:00 Guadalupe Macêdo Marques guazinhah@hotmail.com <p>Em seu Tratactus Politicus, Benedictus de Spinoza apresenta o Estado como resultado da potência da multidão. Sua filosofia, portanto, está no campo da paixão, sendo necessária a compreensão do conceito de conatus, ou o esforço para perseverar na existência. A partir da leitura do Tratado Político e da Ética, temos o objetivo de apresentar questões referentes ao conatus e à potência da multidão a partir da concepção spinozana de política. Segundo Spinoza, portanto, é a potência da multidão a detentora do poder político, cabendo ao Estado conservá-la para manter-se forte e livre.</p> 2018-11-06T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 http://periodicos2.uesb.br/index.php/filosofando/article/view/4415 SAPERE AUDE: KANT E O IMPERATIVO DE UMA EDUCAÇÃO AUTÔNOMA 2018-11-06T20:45:46+00:00 Wagner Barbosa de Barros revistafilosofando.uesb@gmail.com <p>Em nossa contemporaneidade percebemos os claros indícios da necessidade de uma mudança do paradigma educacional, o qual ausenta-se da formação efetiva do indivíduo. Questionamo-nos sobre esta problemática e tentamos compreendê-la sob a perspectiva que o filósofo Immanuel Kant nos oferece em sua filosofia da Aufklärung, a qual dispõe o indivíduo como racionalmente responsável pela sua formação. Poderemos entãoobservar a atualidade do ensaio kantiano enquanto esse corrobora as preocupações que pairam sobre a formação dos indivíduos.</p> 2018-11-06T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 http://periodicos2.uesb.br/index.php/filosofando/article/view/4416 A ANGÚSTIA SILENCIAL DE ABRAÃO EM TEMOR E TREMOR 2019-04-03T15:09:12+00:00 Claudinei Reis Pereira claudnei_2012@hotmail.com <p>Este artigo analisa a ética em Søren Kierkegaard ou mais especificamente para além da ética: sobre a relação dialética entre fé e razão e a angústia silencial de Abraão em Temor e tremor [Frygt og Baeven], obra publicada em 1843. Esta Em primeiro lugar, portanto, esta análise, por sua vez, não parte de uma simples exposição da relação entre fé e razão, mas busca “demonstrar” a insuficiência da razão em sua tentativa de compreensão da totalidade das questões crucias da existência (sentido da vida, angústia, amor, morte, entre outras). Para tanto, Johannes de Silentio [Kierkegaard] utilizando-se da narrativa bíblica de Gênesis 22, 1-19, em que se narra o episódio do pedido de Deus a Abraão para sacrificar seu único filho, Isaac, uma criança prometida e que chega a Abraão quando este já havia alcançado idade provecta, um filho que Abraão muito amava. A fé em Johannes de Silentio [Kierkegaard] como categoria existencial, torna-se o elemento fundamental para a autocompreensão da razão.</p> 2018-11-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 http://periodicos2.uesb.br/index.php/filosofando/article/view/4414 O DESESPERO, A CONSCIÊNCIA DE SI E A LIBERDADE EM KIERKEGAARD 2018-11-06T20:43:41+00:00 Greyce Kelly C. de S. França revistafilosofando.uesb@gmail.com HELYSSON ASSUNÇÃO FRANÇA revistafilosofando.uesb@gmail.com <p>O estudo tem como objetivo abordar o desespero, a consciência de si e a liberdade em Kierkegaard. Pretendemos demonstrar que a liberdade só é possível quando o indivíduo toma consciência de si e que essa tomada de conhecimento não se faz sem passar pelo desespero. Este tem um nível de influência nos vários graus de tomada de consciência que serão apresentados e constitui um elemento fundamental na teoria kierkegaardiana, constituindo-se, antes tudo, como aquilo que nos difere dos animais.</p> 2018-11-06T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 http://periodicos2.uesb.br/index.php/filosofando/article/view/4418 NIETZSCHE E A TRANSVALORAÇÃO DE TODOS OS VALORES 2018-11-07T14:52:41+00:00 Mônica Souza de Oliveira moni.br@hotmail.com <p>O propósito geral do texto consiste em analisar o projeto nietzschiano de transvaloração de todos os valores. Trata-se, em geral, de examinar a crítica do pensador alemão em relação à fundamentação transcendente dos valores. Tal análise conta ver que os valores, longe de possuírem um caráter metafísico, são frutos de avaliações profundamente humanas sobre a realidade. À luz dessa análise, o filósofo conta verificar o caráter tripartite da transvaloração dos valores: destruição, inversão e criação dos valores.</p> 2018-11-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 http://periodicos2.uesb.br/index.php/filosofando/article/view/4417 A ÉTICA FILOSÓFICA DO UBUNTU NA SALA DE AULA: UM DEBATE SOBRE O RACISMO NO FUTEBOL BRASILEIRO 2018-11-07T14:47:13+00:00 Carlos Eduardo Gomes Nascimento revistafilosofando.uesb@gmail.com <p>O artigo apresenta a prática docente no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), no curso de licenciatura em Filosofia, sobre o tema: a ética do ubuntu, um princípio da filosofia africana. O texto é resultado da pesquisa e atividades com estudantes do ensino médio do Colégio Estadual Duque de Caxias em Salvador na Bahia, objetivando o diálogo filosófico em sala de aula através da reflexão crítica e social acerca da existência dos casos de injúria racial no Brasil, em especial no futebol brasileiro. O texto também evidencia a importância do PIBID na construção de projetos na educação básica, que possibilitam a ressignificação do olhar do sujeito enquanto futuro docente de filosofia no ensino médio. Nossa hipótese é que a vivência da filosofia africana da ética do ubuntu, pode contribuir, a partir da experiência filosófica e didática, na luta contra o racismo.</p> 2018-11-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 http://periodicos2.uesb.br/index.php/filosofando/article/view/4419 AIUB, Monica; GONZALEZ; Maria Eunice Quilici; BROENS, Mariana Cláudia. (Orgs.). Filosofia da mente, ciência cognitiva e o pós-humano: para onde vamos? São Paulo: FiloCzar, 2015. 164p. 2018-11-07T14:58:39+00:00 Juliana de Orione Arraes Fagundes julianadeorione@hotmail.com Bruna Oliveira Ferraz brunaoliveiraf@yahoo.com.br <p>.</p> 2018-11-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0 http://periodicos2.uesb.br/index.php/filosofando/article/view/4944 Páginas Iniciais 2019-04-03T15:17:35+00:00 Jorge Miranda de Almeida revistafilosofando.uesb@gmail.com 2019-04-01T00:00:00+00:00 Copyright (c) 0