A vida, um Fiapo

  • Luiz Costa Lima

Resumo

 Constata-se a insuficiência das categorias de realismo e documento para avaliar os dilemas de Graciliano Ramos relacionados à escrita. E verificam-se na fortuna crítica do autor, em vez de um bloco maciço convencional, vias contrárias à presença do realismo inconteste, que apontam para a inegável manobra ficcional do significado do ciúme de Paulo Honório e do silêncio que acompanha a vida e a morte de Baleia. Estes são os polos dentro dos quais a suposta unicidade do realismo de Graciliano é carcomida, o que permite apontar para o lugar particular de Graciliano Ramos no âmbito da tradição literária brasileira ligada ao regionalismo. 

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Como Citar
LIMA, Luiz Costa. A vida, um Fiapo. Floema: Caderno de Teoria e História Literária, [S.l.], n. 11, out. 2017. ISSN 2177-3629. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/floema/article/view/1851>. Acesso em: 19 dez. 2018.
Seção
Dossiê Graciliano Ramos