Caetés: a História de um Conformista Melancólico

  • Ângela Maria Dias

Resumo

Reler Caetés, depois de tantos anos, é uma experiência renovadora. Na minha tese de doutorado, defendida em 1989, sobre os romances em primeira pessoa de Graciliano Ramos, fiz uma releitura da importância do autor na segunda fase do Modernismo brasileiro, pela criação de personas problemáticas e pelo redimensionamento do romance, na perspectiva benjaminiana da narrativa como saber de experiências feitas; o que foi interpretado como uma maneira altamente original de distanciamento formal das exigências objetivistas, inerentes à convenção do romance realista.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Como Citar
DIAS, Ângela Maria. Caetés: a História de um Conformista Melancólico. Floema: Caderno de Teoria e História Literária, [S.l.], n. 11, out. 2017. ISSN 2177-3629. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/floema/article/view/1864>. Acesso em: 16 out. 2018.
Seção
Depoimentos