MITO E POESIA, ESPAÇOS INTERCAMBIÁVEIS

  • Luciano Dias Cavalcanti

Resumo

A literatura está estreitamente associada à dimensão mítica porque uma das fortes marcas da natureza literária (como a do mito) é promover o encontro do indivíduo com a memória profunda (anamnese) da cultura. A literatura – e mais especificamente a linguagem poética – quer reviver a experiência primeira da nomeação das coisas do mundo como nos primórdios. Esta experiência é essencialmente poética, inaugural situação que coloca em campos análogos o mito e a poesia.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciano Dias Cavalcanti

Realizou estágio de pós-doutorado no Departamento de Literatura Brasileira da UNESP/Araraquara (2011-2013). Doutor em Teoria e História Literária pela Universidade Estadual de Campinas (2007), Mestre em Letras: Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001) e Graduado em Letras: Língua Portuguesa e suas respectivas literaturas pela Universidade Federal de Ouro Preto (1998). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Brasileira, Literatura Comparada e Teoria Literária, atuando principalmente nos estudos de poesia moderna e contemporânea, tendo como principais objetos de estudos os poetas Jorge de Lima, Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade e a relação entre Música Popular Brasileira e a Poesia.

Publicado
2018-02-14
Como Citar
CAVALCANTI, Luciano Dias. MITO E POESIA, ESPAÇOS INTERCAMBIÁVEIS. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 9, n. 2, fev. 2018. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/2804>. Acesso em: 14 dez. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v9i2.2804.