(RE)PENSANDO A LEITURA DE TEXTOS VERBOS-VISUAIS NO ENSINO MÉDIO

UMA ABORDAGEM A PARTIR DE PRINCÍPIOS DA ANÁLISE DO DISCURSO FRANCESA

  • Mirian Alves Pereira
  • Fernanda Castro Modl

Resumo

Neste artigo, discutimos acerca da produtividade de pressupostos teórico-metodológicos da Análise do Discurso Francesa em práticas de leitura/interpretação de textos verbo-visuais nas aulas de Língua Portuguesa do Ensino Médio. Interessa-nos, assim, analisar como dois professores de Português da referida etapa de escolarização (res)significam, em seus posicionamentos discursivos, possibilidades de didatização da leitura de textos verbo-visuais a partir das discussões teórico-metodológicas alicerçadas na Análise do Discurso Francesa a eles apresentadas em oficina pedagógica ministrada pela pesquisadora. Para isso, amparamo-nos em pressupostos teóricos da Análise do Discurso Francesa (PÊCHEUX, 1999; ORLANDI, 1998, 2003) para referenciar o tratamento do texto em sua discursividade e nos estudos acerca dos gêneros discursivos (SCHNEUWLLY, 2004; BAKHTIN, 1984) no contexto do ensino. As análises apontam para uma ressignificação das leituras dos sujeitos de pesquisa, e, consequentemente, para um redimensionamento do tratamento didático de textos verbo-visuais a partir de um momento formativo.

Biografia do Autor

Mirian Alves Pereira

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Letras: Cultura, Educação e Linguagens, pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb).

Fernanda Castro Modl

Doutora em Linguística e Língua Portuguesa pela PUCMINAS. Professora adjunta B da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), onde leciona no Programa de Pós-graduação em Letras: Cultura, Educação e Lingua-gens (PPGCEL). 

Publicado
2018-02-14
Como Citar
PEREIRA, Mirian Alves; MODL, Fernanda Castro. (RE)PENSANDO A LEITURA DE TEXTOS VERBOS-VISUAIS NO ENSINO MÉDIO. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 9, n. 2, fev. 2018. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/2813>. Acesso em: 19 jun. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v9i2.2813.