NEM SÓ DE PASSADO DO PASSADO VIVE O PRETÉRITO MAIS QUE PERFEITO: PUDERA!

  • Joalêde Bandeira Universidade Federal da Bahia (Ufba)
  • Lucas Santos Campos Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar o processo de gramaticalização/discursivização da terceira pessoa do singular do pretérito Mais-que-perfeito simples, dos verbos dar, poder, prover, querer e tomar que, nessas pessoas, por vezes, perdem o caráter verbal de tempo passado e, em certos contextos, assumem o valor de interjeição ou de locução interjeitiva, caracterizando orações optativas. O artigo segue a perspectiva teórico-metodológica do Funcionalismo Linguístico. Por se tratar da ampliação de um estudo anterior (Cf. BANDEIRA, 2011) o corpus, constituído de documentos do gênero epistolar – cartas de brasileiros e portugueses do século XVI ao século XX –, além de inquéritos do tipo DID, década de 1970 e de 1990, do Projeto Análise Contrastiva de Variedades do Português – VARPORT (Portugal) e do Projeto NURC (Brasil) das cidades de Salvador e Rio de Janeiro, foi aproveitado dessa abordagem.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Linguística Histórica pela Universidade Federal da Bahia (Ufba).

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em Letras e Linguística, pela Universidade Federal da Bahia (Ufba). Pós-doutorado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 2008. Professor Adjunto da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb).

Publicado
2018-03-08
Como Citar
BANDEIRA, Joalêde; CAMPOS, Lucas Santos. NEM SÓ DE PASSADO DO PASSADO VIVE O PRETÉRITO MAIS QUE PERFEITO: PUDERA!. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 7, n. 2, mar. 2018. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/2896>. Acesso em: 15 out. 2019.
Seção
VERTENTES & INTERFACES II: Estudos Linguísticos e Aplicados