PARA O-CU-PAR, ENTRE! ENTRE POLÍTICAS, ESTÉTICAS, SUBJETIVIDADES E CORPOS INDISCIPLINADOS

  • Paulo César García Universidade do Estado da Bahia (Uneb)

Resumo

Considero tratar o ato de ocupar a literatura por um lugar político e como tendência inovadora da estética que agencia possibilidade de discursos que assumem o plano do político-cultural pela experiência de subjetividades, com produções que refletem as potentes formas de existências em criativas e provocadoras escritas que representam a ambiência LGBTTTs. Este texto se fundamenta por trazer à tona as rupturas que envolvem as identificações de gêneros, evitando regras generalizadas que marcam privilégios de termos flexionados no masculino e de formas primárias do binário tocadas pelas referências de sexualidades masculinizadas. A palavra o-CU-p-ação pretende debater o que pode falar sobre a zona do corpo politizada por estéticas, do que traduz pela marca do queer o desejo de existir menos sexualizado e mais fomentado para entreter a inserção dos subalternos/as. A visão de transversalidade é buscada com a noção de comparativismo, para apresentar a leitura crítica ao literário, a partir da crítica cultural em Coutinho (2003), Preciado (2000, 2003, 2014), Butler (2003), Foucault (1988, 2003), Hocquemghem (2000), Ranciére (2005), com o objetivo de operar o sentido do anal como metáfora pensante e politizada e com a qual busco analisar as obras literárias de Marcelino Freire (2003), Bernardo Santareno (2006), Waldo Motta (2008, 1996, 1984) como estéticas críticas que veem as subjetividades e corpos indisciplinados.


 

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Professor Titular do Curso de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Crítica Cultural da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Campus II. Doutor em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc).

   
Publicado
2018-03-27
Como Citar
GARCÍA, Paulo César. PARA O-CU-PAR, ENTRE! ENTRE POLÍTICAS, ESTÉTICAS, SUBJETIVIDADES E CORPOS INDISCIPLINADOS. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 9, n. 1, mar. 2018. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/3249>. Acesso em: 19 out. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v9i1.3249.
Seção
VERTENTES & INTERFACES I: Estudos Literários e Comparados