CAPITÃES DA AREIA: O ROMANCE POÉTICO-SOCIAL DE JORGE AMADO

  • Marilia Danielle Santos Cerqueira Universidade Federal da Bahia (Ufba)

Resumo

O artigo analisa o romance, Capitães da areia, do escritor Jorge Amado, com ênfase na convivência harmônica entre a poesia e o engajamento social. O contexto aparentemente vulgar, em que ocorrem as aventuras e desventuras dos capitães, estimula o autor na produção de texto poético que envolve idealismo e luta social. Diante da finalidade de crítica social do romance em questão, entende-se que o mundo é apresentado por intermédio da perspectiva dos excluídos e marginalizados. E, no âmbito literário, observa-se a sensibilidade artística do escritor, ao instituir um mundo ideal por intermédio da linguagem. Segundo Rossi (2009), torna-se fundamental evidenciar como a militância partidária e as posições do autor no campo das lutas ideológicas interferiram de maneira decisiva na concepção e no formato da obra ficcional de Jorge Amado. Além disso, é possível identificar a visão poética do escritor a respeito dos costumes, tradições e religiosidade baiana.  


 

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

 

 
Publicado
2018-04-05
Como Citar
CERQUEIRA, Marilia Danielle Santos. CAPITÃES DA AREIA: O ROMANCE POÉTICO-SOCIAL DE JORGE AMADO. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 4, n. 1, abr. 2018. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/3448>. Acesso em: 20 out. 2019.
Seção
VERTENTES & INTERFACES I: Estudos Literários e Comparados