O LIVRO DIDÁTICO COMO GÊNERO DISCURSIVO: UM “INTERVALO” PARA ANÁLISE DO PROJETO LITERÁRIO

  • Aparecida de Fátima Brasileiro Teixeira Universidade do Estado da Bahia (Uneb)
  • Ester Maria de Figueiredo Souza Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)

Resumo

Os livros didáticos do ensino médio perpassam pelo processo de produção, circulação e recepção de enunciados de uma língua. Esse material didático, como um gênero discursivo, traz no seu interior uma heterogeneidade de textos e de propostas de atividades didáticas que orientam o trabalho docente. Dentre eles, o que interessa, nessa pesquisa, é a forma como o letramento literário se esboça nesse impresso. A pesquisa centra-se na proposta com projetos didáticos, contida em ‘Português: linguagens’, Cereja e Magalhães (2010), no capítulo nomeado “intervalo”. Com isso, essa investigação teórica basear-se-á em Bakhtin (1997), Bunzen (2005), Cosson (2011) Batista (1999). A metodologia da pesquisa se organiza em uma abordagem discursiva e interpretativa dos enunciados no livro didático. A dialogia prevista entre o aspecto estético e os efeitos causados nos diferentes leitores indica que não se configura a formação literária em uma perspectiva de compreensão responsiva do leitor.


 

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Professora Auxiliar da Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Mestranda em Letras: Cultura, Educação e Linguagens pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb).

   
##submission.authorWithAffiliation##

Professora Titular da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb).

 
Publicado
2018-04-05
Como Citar
TEIXEIRA, Aparecida de Fátima Brasileiro; SOUZA, Ester Maria de Figueiredo. O LIVRO DIDÁTICO COMO GÊNERO DISCURSIVO: UM “INTERVALO” PARA ANÁLISE DO PROJETO LITERÁRIO. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 4, n. 1, abr. 2018. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/3450>. Acesso em: 19 out. 2019.