VARIAÇÕES DOKITSCH NOS ROMANCES BOQUITAS PINTADAS, DE MANUEL PUIG, E ONDE ANDARÁ DULCE VEIGA?, DE CAIO F. ABREU

  • Wanderlan da Silva Alves Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Analisamos a guaranguería e o camp, dois desdobramentos do kitsch, em Manuel Puig e em Caio Fernando Abreu, de modo a observar a abertura que tais procedimentos criam para a reflexão acerca dos processos de hibridação nas formas e nos discursos, por vezes, conflitantes, mobilizados pela produção literária experimental desenvolvida pela literatura latino-americana dos anos 60-80, aproximadamente.


 

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Universidade Estadual Paulista (UNESP/SJRP). Mestre em Letras e doutorando em Letras pela UNESP/SJRP. Bolsista do CNPq.

 
Publicado
2018-04-06
Como Citar
ALVES, Wanderlan da Silva. VARIAÇÕES DOKITSCH NOS ROMANCES BOQUITAS PINTADAS, DE MANUEL PUIG, E ONDE ANDARÁ DULCE VEIGA?, DE CAIO F. ABREU. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 3, n. 2, abr. 2018. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/3490>. Acesso em: 02 jul. 2020.
Seção
VERTENTES & INTERFACES I: Estudos Literários e Comparados