O PORTUGUÊS COMO LÍNGUA DE HERANÇA EM MUNIQUE: OFERTAS, PRÁTICAS E DESAFIOS

  • Camila Lira Europa Universität Viadrina

Resumo

Munique é uma cidade multicultural. Dados do departamento de estatística da cidade apontam para um número grande de imigrantes morando na cidade, dentre eles 2417 brasileiros. Alguns dos motivos destacados para a presença destes na cidade são casamentos binacionais, reunião familiar, trabalho e estudos. A oferta de atividades culturais na cidade para falantes de Português também é destacada na gastronomia, na cultura e vem crescendo no que diz respeito ao ensino de Português para falantes de Herança, tanto em contextos formais como informais. Este artigo tem como objetivo mapear as ofertas de Português como Língua de Herança na cidade, bem como identificar os sujeitos participantes das atividades ofertadas com suas motivações, além de apresentar perspectivas e desafios para o fomento destas ofertas.


 

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Graduada em Letras com habilitação em português e alemão pela Universidade de São Paulo (USP); mestre em Alemão como Língua Estrangeira pela Universidade Ludwig Maximiliam de Munique (LMU); doutoranda em Linguística pela Europa Universität Viadrina desde Setembro/2015. Atua como pesquisadora e professora de Português como Língua de Herança em Munique, coordena a associação Linguarte e.V.; faz parte do comitê executivo do SEPOLH – Simpósio Europeu de Português como Língua de Herança e professora de português na Universidade Técnica de Munique.

Publicado
2018-08-24
Como Citar
LIRA, Camila. O PORTUGUÊS COMO LÍNGUA DE HERANÇA EM MUNIQUE: OFERTAS, PRÁTICAS E DESAFIOS. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 10, n. 1, ago. 2018. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/4133>. Acesso em: 19 nov. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v10i1.4133.