ENTRELAÇAMENTO ENTRE OS VIVOS E OS MORTOS EM TERRA SONÂMBULA E A VARANDA DO FRANGIPANI

  • Josiane Souza Pires Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)
  • Luiz Otávio de Magalhães Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)

Resumo

Neste artigo buscamos apresentar uma leitura das obras Terra Sonâmbula e A varanda do frangipani, do autor moçambicano Mia Couto, enfatizando o entrelaçamento entre os vivos e os mortos, com destaque para as cerimônias fúnebres. As duas narrativas trazem questões instigantes sobre cerimônias e os cuidados que devem ser dados aos mortos. A morte aparece não apenas como um fenômeno físico, mas como místico e espiritual. Busca-se refletir como essas percepções da morte estão presentes no universo moçambicano. Como aporte teórico, utilizamos as leituras de Ferreira (2007), Gomes (2016) e Otinta (2008).

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestranda Em Letras: Cultura, Educação e Linguagens pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb).

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo (Usp). Professor Titular da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb).

 
Publicado
2019-02-12
Como Citar
PIRES, Josiane Souza; MAGALHÃES, Luiz Otávio de. ENTRELAÇAMENTO ENTRE OS VIVOS E OS MORTOS EM TERRA SONÂMBULA E A VARANDA DO FRANGIPANI. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 10, n. 2, fev. 2019. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/4174>. Acesso em: 24 set. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v2i10.4174.