NOS CONTOS, A NEOLOGIA: INOVAÇÕES LEXICAIS EM "FATALIDADE", DE GUIMARÃES ROSA

  • Jares Gomes Lima Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)

Resumo

Neste estudo encontramos usos de derivação prefixal, sufixal e composição na construção de neologismos presentes no conto Fatalidade, de Guimarães Rosa. Descobrimos dez ocorrências consideradas neológicas e exploramos os processos de formação de cada uma delas. Em relação aos procedimentos metodológicos, atenta-se para: i) levantamento de palavras que possam ser neológicas ainda não prescritas em dicionários socialmente reconhecidos; ii) descrição e classificação dos neologismos e análise do contexto em que se encontra. Como suporte teórico, estudos elaborados por autores como Alves (2004), Kehdi (1992) e Rocha (1998) para definições acerca dos neologismos e estruturas morfológicas do português e, sobre a literatura de Guimarães Rosa, utilizamos Carvalho (1984) e Brait (1982).

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutorando em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Mestre em Estudos Linguísticos pela Ufes.

Publicado
2019-08-25
Como Citar
LIMA, Jares Gomes. NOS CONTOS, A NEOLOGIA: INOVAÇÕES LEXICAIS EM "FATALIDADE", DE GUIMARÃES ROSA. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 11, n. 1, ago. 2019. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/4997>. Acesso em: 13 nov. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v11i1.4997.