MERCEDES NÚÑEZ TARGA: ESCREVER PORQUE SE TEM DE CONTAR

  • Joyce Rodrigues Ferraz-Infante Universidade Federal de São Carlos

Resumo

O objetivo deste trabalho é, a partir de uma breve contextualização de questões políticas e sociais relacionadas com o esquecimento e a recuperação da memória histórica na Espanha durante o período de democratização do país após a morte do ditador Francisco Franco, demonstrar de que forma a narrativa produzida no exílio contribuiu para a recuperação, a preservação e a transmissão da memória histórica relacionada à ditadura franquista. Para tanto, será feita uma sucinta apresentação da trajetória de Mercedes Núñez Targa, cuja reconstituição da própria vida por meio da escrita permite olhar criticamente não só para a Espanha ditatorial, mas também para a Europa nazifascista, já que a autora foi vítima de arbitrariedades em seu próprio país e na França invadida.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Letras pela Universidade de São Paulo (Usp). Professora Associada da Universidade Federal de São Carlos.

Publicado
2019-08-24
Como Citar
FERRAZ-INFANTE, Joyce Rodrigues. MERCEDES NÚÑEZ TARGA: ESCREVER PORQUE SE TEM DE CONTAR. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 11, n. 1, ago. 2019. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/5151>. Acesso em: 16 set. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v11i1.5151.
Seção
VERTENTES & INTERFACES I: Estudos Literários e Comparados