O RECONHECIMENTO DO INGLÊS BRASILEIRO COMO VARIAÇÃO LINGUÍSTICA

UMA ANÁLISE DA NOVA BNCC DO ENSINO MÉDIO

  • Helen de Sá Cardoso Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)
  • Diógenes Cândido de Lima Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Resumo

A língua se manifesta de maneira variável por estar condicionada a seus falantes e a pluralidade de seus comportamentos, culturas e identidades. O inglês é uma das línguas mais faladas no mundo, é a língua da globalização e de interação entre pessoas, por isso é multifacetada, multilíngue e multicultural. Ela possui diversas variações que são atribuídas por todos os seus falantes, é franca, sem um único dono e heterogênea. Assim, surge o World English (RAJAGOPALAN, 2005), um fenômeno linguístico que consiste na multiplicidade existente no inglês. Ele considera todos os ingleses falados como variações da língua, então, nessa diversidade linguística o inglês brasileiro é, portanto, uma dessas variações. Para Rajagopalan (2009), esse fenômeno deve ser ensinado nas escolas objetivando apresentar aos alunos suas manifestações, prepará-los para acompanharem a evolução social e aprenderem a lidar com as diversas formas de falar. Assim, buscamos compreender de que forma a Nova Base Nacional Comum Curricular do ensino médio de 2018 aborda a questão da variação linguística e se considera o inglês brasileiro como variante dessa língua e seu ensino. Visamos promover o reconhecimento dessa variação pautados nas concepções do World English com aporte na Sociolinguística Variacionista, na Linguística Aplicada Contemporânea e em autores como Labov (2008); Alkmim (2006); Görski et al. (2010); Rajagopalan (2004; 2005; 2009), Moita Lopes (2011), etc. Concluiu-se que o documento reconhece a diversidade do inglês e a necessidade de um ensino heterogêneo e multifacetado. Porém, não cita o inglês brasileiro e nem o oficializa como uma variação dessa língua.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestranda em Letras: Cultura, Educação e Linguagens pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). Bolsista Fapesb. 

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em Educação pela Southern Illinois University at Carbondale (SIUC). Professor pleno da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. 

Publicado
2020-01-28
Como Citar
CARDOSO, Helen de Sá; DE LIMA, Diógenes Cândido. O RECONHECIMENTO DO INGLÊS BRASILEIRO COMO VARIAÇÃO LINGUÍSTICA. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 11, n. 2, jan. 2020. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/5514>. Acesso em: 04 jul. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v11i2.5514.