A SEGUNDA ESPOSA: SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS ENTRE "ENCARNAÇÃO", "A SUCESSORA" E "REBECA"

Resumo

O propósito deste artigo é estabelecer comparações entre os romances Encarnação, de José de Alencar, A Sucessora, de Carolina Nabuco e Rebecca, de Daphne du Maurier, ressaltando pontos de convergência e de divergência entre eles. Como suporte teórico, valer-nos-emos dos textos críticos de Muzart (2002), Brandão (2006), Perrone-Moisés (1990), Klee (2008), Todorov (1992), dentre outros. Em síntese, foi possível constatar que os três livros mantêm um diálogo intertextual não só pela retomada da mesma temática, mas também pela semelhança de elementos estruturais da construção das narrativas tais como personagens, espaços e foco narrativo.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestre em Letras pela Universidade de Marília (Unimar).

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), campus de Assis. Professor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems).

Publicado
2020-01-28
Como Citar
MARCELINO DA SILVA, Maria de Lourdes; BOTOSO, Altamir. A SEGUNDA ESPOSA: SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS ENTRE "ENCARNAÇÃO", "A SUCESSORA" E "REBECA". fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 11, n. 2, jan. 2020. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/5574>. Acesso em: 04 jul. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v11i2.5574.