Aspectos do realismo e da violência na literatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/folio.v12i1.6179

Palavras-chave:

realismo; violência; representação; literatura.

Resumo

Este artigo tem como objetivo uma apreciação de alguns aspectos que envolvem o realismo e a violência na Literatura, para tal tomamos como objetos de estudo que nos auxiliarão na compreensão dos conceitos contos da escritora hispano-paraguaia Josefina Plá, a saber “La pierna de Severina”, “La Vitrola”, “Sisé” e “Siesta”. Para tal, nos valeremos dos estudos sobre real e o realismo de Roman Jakobson, Roland Barthes e Tânia Pellegrini, entre outros, assim como dos estudos da violência de Hannah Arendt, Xavier Crittiez e Karl Erik Schollhammer.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andre Rezende Benatti, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems)

Doutor em Letras Neolatinas: estudos literários neolatinos (literaturas hispânicas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor adjunto da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), onde como Professor permanente do Programa de Pós-graduação em Letras. Docente do quadro permanente do Programa de Pós-graduação em Estudos de Linguagens da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Referências

• ARENDT, Hannah. Sobre a violência. Trad. André Duarte. Rio de Janeiro: Civiliza-ção Brasileira, 2011.
• ARISTÓTELES. Poética. Tradução de: SOUZA, Eudoro de. São Paulo: Nova Cultural, 1987. p. 209.
• BAKHTIN, Mikhail Mikhailovich. Cultura popular na idade média e no renascimento: o contexto de François Rabelais – 7ª edição. Trad. Yara Frateschi Vieira. São Paulo: Hucitec, 2010.
• BARTHES, Roland. O efeito de real. In: _______. O rumor da língua. Trad. Mário Laranjeira. São Paulo: Cultrix, 2004.
• CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2014.
• CRITTIEZ, Xavier. As formas da violência. Tradução de Lara Christina de Malim-pensa e Mariana Paolozzi Sérvulo da Cunha. São Paulo: Edições Loyola, 2011.
• GALEANO, Eduardo. Las venas abiertas de América Latina. Barcelona: Siglo Vein-tiuno Editores, 2011.
• GRAMUGLIO, Maria Teresa. El imperio realista. Tomo 6. Noé Jitrik (Dir.) Historia crítica de la literatura argentina. Buenos Aires: Emecé, 2002.
• GOMES, Renato Cordeiro. Por um realismo brutal e cruel. In: MARGATO, Iza-bel; _______. (Org.). Novos Realismos. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2012.
• JAKOBSON, Roman. Do realismo na arte. In: TODOROV, Tzvetan. Teoria da li-teratura: textos dos formalistas russos. Trad. Roberto Leal Ferreira. São Paulo: Edi-tora UNESP, 2013.
• LEENHARDT, Jacques. O que se pode dizer da violência? In.: LINS, Ronaldo Lima. Violência e literatura. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990.
• LINS, Ronaldo Lima. Violência e literatura. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990.
• PELLEGRINI, Tânia. Realismo: modos de usar. In: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, n.39, p. 11-17, 5 jun. 2012.
• PLÁ, Josefina. Cuentos completos. Miguel Ángel Fernández. Asunción (org.), Asun-ción: El Lector, 1996.
• SCHOLLHAMMER, Karl Erik. A cena do crime: violência e realismo no Brasil con-temporâneo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.
• WELLEK, René; WARREN, Austin. Teoria da literatura. 4. ed. Lisboa: Europa-América, s.d.

Downloads

Publicado

2020-07-02

Como Citar

[1]
Benatti, A.R. 2020. Aspectos do realismo e da violência na literatura. fólio - Revista de Letras. 12, 1 (jul. 2020). DOI:https://doi.org/10.22481/folio.v12i1.6179.