A VIAGEM SEM VOLTA DE JOSÉ ALFERES EM “O CONVIDADO”, DE MURILO RUBIÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/folio.v12i1.6306

Palavras-chave:

Conto; Fantástico; Intertextualidade; Mitologia grega; Murilo Rubião.

Resumo

Neste artigo, analisamos o conto “O convidado” de Murilo Rubião, abordamos os principais elementos da narrativa, com ênfase ao tempo e ao espaço. Apoiamo-nos, para isso, nos críticos Moisés (2007), Reuter (2002) e Lins (1976), a fim de classificar os recursos utilizados no conto. Porém, é com base nas epígrafes que abrem cada obra do contista mineiro, que direcionamos a nossa análise, pois elas podem nos ajudar a refletir sobre o sentido final do texto. Também destacamos algumas intertextualidades encontradas em determinados personagens da mitologia grega e, para finalizar, comparamos a obra de Murilo Rubião ao mito de Sísifo, com base nas versões encontradas em Hacquard (1996) e Grave (1955).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio Amieiro Nunes, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems)

Mestrando em Letras pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems).

Altamir Botoso, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems)

Doutor em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp). Professor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems).

Referências

1. CANDIDO, Antonio. A personagem do romance. In. _______ et al. A personagem de ficção. 2. ed. São Paulo: Editora Perspectiva, 1964.
2. CARMO, Agnaldo Silva do. O mito de Sísifo e sua representação em O Convidado, de Murilo Rubião. 2016. 95f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Linguagem, Cultura e Discurso – Área de concentração – Letras, Universidade Vale do Rio Verde de Três Corações, Minas Gerais. 2016. Disponível em: <http://www.unincor.br/images/imagens/2016/dissertacao_agnaldo.pdf>. Acesso em: 28 nov. 2019.
3. FURUZATO, Fábio Dobashi. A transgressão do fantástico em Murilo Rubião. 2002. 182f. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Lingüística do Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, São Paulo. 2002. Disponível em: <http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/270212/1/Furuzato_FabioDobashi_M.pdf>. Acesso em: 28 nov. 2019.
4. G.R.I.M.M. Dicionário etimológico da mitologia grega. [DEMGOL – On-line], 2017. Disponível em: <www.demgol.units.it> Acesso em: 05 dez. 2019.
5. GRAVE, Robert. Os Mitos Gregos. Tradução de Fernando Klabin. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2018.
6. GRIMAL, Pierre. Dicionário da mitologia grega e romana. Tradução de Victor Jabouile. 5. ed. Rio de Janeiro: Bertand Brasil, 2005.
7. HACQUARD, Georges. Dicionário de mitologia grega e romana. Tradução de Maria Helena Trindade Lopes. Rio de Janeiro: Edições Asa, 1996.
8. LINS, Osman. Lima Barreto e o espaço romanesco. São Paulo: Editora Ática, 1976.
9. MOISÉS, Massaud. A análise literária. São Paulo: Cultrix, 2007.
10. REUTER, Yves. A análise da narrativa: o texto, a ficção e a narração. Tradução de Mário Pontes. Rio de Janeiro: DIFEL, 2002.
11. RUBIÃO, Murilo. Murilo Rubião: obra completa. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.
12. SILVA, Vitor Manuel de Aguiar e. Teoria da literatura. 8.ed. Coimbra: Almedina, 2011.
13. TACCA, Oscar. As vozes do romance. Tradução de Margarida Coutinho Gouveia. Coimbra: Almedina, 1978.
14. TODOROV, Tzvetan. Introdução à literatura fantástica. Tradução de Maria Clara C. Castello. 2. ed. São Paulo, 1981.

Downloads

Publicado

2020-07-02

Como Citar

[1]
Nunes, M.A. e Botoso, A. 2020. A VIAGEM SEM VOLTA DE JOSÉ ALFERES EM “O CONVIDADO”, DE MURILO RUBIÃO. fólio - Revista de Letras. 12, 1 (jul. 2020). DOI:https://doi.org/10.22481/folio.v12i1.6306.