O EIXO ANÁLISE LINGUÍSTICA NA BNCC: UMA ANÁLISE DAS LINHAS DE CONTINUIDADE ENTRE AS DIFERENTES VERSÕES DA BASE

Resumo

Este estudo investiga como o eixo Análise Linguística (AL) foi (re)construído na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Fundamental. Mais especificamente, destaca as linhas de continuidade que este eixo apresenta entre a segunda versão (BRASIL, 2016) e a terceira versão homologada (BRASIL, 2017). Essa pesquisa tem respaldo teórico-metodológico na Linguística Aplicada, de natureza qualitativa e documental, com enfoque interpretativo no eixo AL do componente de Língua Portuguesa. Dentre aporte teórico, podemos destacar alguns estudos, como os Bezerra e Reinaldo (2013), Franchi ([1987] 2006), Geraldi ([1984] 1997), Mendonça (2006) sobre a prática de Análise Linguística no contexto escolar. Os dados analisados apontaram que na parte discursiva do documento as linhas de continuidade entre as versões da BNCC investigadas mostram-se em continuidade textual – manifesta por mecanismos de reiteração e paráfrase –, epistemológica – manifesta na manutenção de ideias e conceitos –, e por filiação documental – manifesta na vinculação a documentos curriculares anteriores. 

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestranda em Linguagem e Ensino pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Educação pelna Universidade de São Paulo (Usp). Professora associada da Unidade Acadêmica de Letras da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), onde atua como docente na graduação em Letras e no Programa de Pós-graduação em Linguagem e Ensino.

Referências

1. APARÍCIO, Ana Sílvia Moço. A produção da inovação em aulas de gramática do ensino fundamental II da escola pública estadual paulista. 2006. 217 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) – Instituto de Estudos da Linguagem. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP.
2. BEZERRA, Maria Auxiliadora; REINALDO, Maria Augusta. Análise linguística, afinal, a que se refere? São Paulo: Cortez, 2013.
3. BRASIL, Ministério da Educação e Cultura. Base Nacional Comum Curricular: Educação é a base. (2ª versão) Brasília: MEC, 2016. Disponível em Acesso em 23 de nov. de 2019.
4. BRASIL, Ministério da Educação e Cultura. Base Nacional Comum Curricular: Educação é a base. Brasília: MEC, 2017.
5. BOURDIEU, Pierre. Os usos sociais da ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: UNESP, 2004. 86 p.
6. FRANCHI, Carlos; NEGRÃO, Esmeralda Vailati; MULLER, Ana Lúcia. Mas o que é mesmo “gramática”? São Paulo: Parábola Editorial, [1987] 2006.
7. GERALDI, José Wanderley. O texto em sala de aula. São Paulo: Editora Ática, [1984] 1997.
8. HOUAISS, Antônio; VILLAR, Mauro de Salles. Minidicionário Houaiss da língua portuguesa. 3 ed. rev. e aum. Rio de Janeiro: Objetiva, 2008.
9. LE GOFF, Jacques. Documento/monumento. In: Enciclopédia Einaudi: v. 1. memória-história. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1997. p. 95-106.
10. LINO DE ARAÚJO, Denise. CARVALHO, Aluska SIlva. FERREIRA, Elisa Cristina Amorim. Língua e literatura no Ensino Médio: propostas. Campina Grande – PB: EDUFCG, 2017.
11. MENDONÇA, Márcia. Análise linguística no ensino médio: um novo olhar, um outro objeto. In: MENDONÇA, Márcia; BUNZEN, Clécio. Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo: Parábola Editorial, 2006. p. 199-226
12. MOITA LOPES, Luiz Paulo da. Uma linguística aplicada mestiça e ideológica: interrogando o campo como linguista aplicado. In: MOITA LOPES, Luiz Paulo da. Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006. p. 13-44
13. NASCIMENTO, Erivaldo Pereira do. A modalização deôntica e suas peculiaridades semântico-discursivas. Fórum Linguístico, v. 7, n. 1, p. 30-45, 2010.
14. TEIXEIRA, Adriana. LITRON, Fernanda Félix. O manguebeat nas aulas de Português: Videoclipe e movimento cultural em rede. In: ROJO, Roxane Helena; R. MOURA, Eduardo (Orgs). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012. p. 167-198.
Publicado
2020-07-02
Como Citar
SILVA, Jéssica Rodrigues; LINO DE ARAÚJO, Denise. O EIXO ANÁLISE LINGUÍSTICA NA BNCC: UMA ANÁLISE DAS LINHAS DE CONTINUIDADE ENTRE AS DIFERENTES VERSÕES DA BASE. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 12, n. 1, jul. 2020. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/6600>. Acesso em: 04 ago. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v12i1.6600.