PRÁTICAS DE LETRAMENTOS DE PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA EM FORMAÇÃO INICIAL: ENTRE A ESCOLA E A UNIVERSIDADE

Autores

  • Gabriela Eckert Pereira Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Francieli Matzenbacher Pinton Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

DOI:

https://doi.org/10.22481/folio.v12i1.6610

Palavras-chave:

Eventos e práticas de letramentos; Formação de professores; Novos Estudos do Letramento

Resumo

Assumindo a perspectiva dos estudos sobre letramento, o presente trabalho investiga de que forma professores de língua portuguesa ressignificam suas práticas de letramento no contexto acadêmico. Para tanto, partimos do conceito de eventos de letramentos, compreendido como episódios observáveis que surgem das práticas; e do conceito de práticas de letramento, entendido como os modos gerais de usar a escrita em eventos. O universo de análise compreende um grupo de professores de língua portuguesa em formação inicial, matriculados na disciplina de Produção textual, ofertada no segundo semestre de um curso de licenciatura de uma universidade federal do interior do estado do Rio Grande do Sul. Os dados foram gerados a partir de um questionário semiestruturado, respondido por 31 participantes, cujas questões evidenciaram o processo de ensino e aprendizagem de produção textual na escola e na universidade. Para análise dos dados, foram empregados os procedimentos: i) identificação dos recursos ricos em significação e elaboração de categorias semânticas de análise, ii) comparação entre as práticas letradas experienciadas na universidade e escola e iii) verificação da proximidade/distanciamentos entre as práticas descritas. Os resultados demonstram que os professores em formação compreendem o processo de letramento como individual, focalizando em aspectos estruturais e normativos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Eckert Pereira, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Mestranda em Estudos Linguísticos do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Integrante do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Ensino de Linguagem.

Francieli Matzenbacher Pinton, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutora em Letras pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Professora Adjunto A da UFSM. Coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Ensino de Linguagem - NEPELIN.

Referências

1. BARTON, D.; HAMILTON, M. Local Literacies. Reading and Writing in one Community. London/New York: Routledge, 1998.
2. BARTON, D.; HAMILTON, M. Literacy practies. In: BARTON, D.; HAMILTON, M.; IVANIC, R. Situated literacies Reading and writing in context. Nova Iorque: Routledge, 2004, p. 7-15.
3. BARTON, E. Linguistic Discourse Analysis: How the Language in Text Works. In: BAZERMAN, C.; PRIOR, P. (Ed.). What Writing Does and How It Does It: An introduction to Analyzing Texts and Textual Practices. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, 2004. p. 57-82.
4. BAZERMAN, C. Judith C. Hoffnagel; Ângela P. Dionísio (orgs). Gêneros, agência e escrita. São Paulo: Cortez, 2006.
5. FIAD, R, S. A escrita na universidade. Revista da ABRALIN, v. eletrônico, n. especial, t. 2, p. 357-369, 2011. Disponível em: <https://revistas.ufpr.br/%20abralin/article/view file/32436/20585> Acesso em: 31 jan. 2020.
6. KLEIMAN, Ângela. Modelos de letramento e as práticas de alfabetização na escola. In: ______. (org.). Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas: Mercado de Letras, 1995. p. 15-61.
7. LEA, Mary R. I thought I could write till I came here: Student writing in Higher Education. In: GIBBS, G (ed.) Improving student learning: theory and practice. Oxford: Oxford Centre for Staff Development, 1994. p. 216-226.
8. ______; STREET, Brian V. Student writing in high education: an academic literacies approach. Studies in Higher Education, v. 23, n. 2, p. 157-172, 1998. Disponível em: <https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/03075079812331380364> Acesso em: 20 jan. 2020.
9. LILLIS, Tereza. Student writing: access, regulation, desire. London: Routledge, 2001.
10. STREET, Brian. Eventos de letramento e práticas de letramento: teoria e prática nos novos estudos do letramento. In: MAGALHÃES, I. (org.). Discursos e práticas de letramento. Campinas: Mercado de Letras, 2012. p. 69-92.
11. ______. Literacy in Theory and Practice. New York: Cambridge University Press, 1984.
12. ______. What’s new in New Literacy Studies: critical approaches to literacy in theory and practices. Current Issues in Comparative Education. Columbia University, v. 5, n.2, p. 77-91, 2003.
13. TERRA, M. R. Letramento & letramentos: uma perspectiva sócio-cultural dos usos da escrita. DELTA [online], vol.29, n.1, 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/ scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-44502013000100002> Acesso em: 07 fev. 2020.

Downloads

Publicado

2020-07-02

Como Citar

[1]
Eckert Pereira, G. e Matzenbacher Pinton, F. 2020. PRÁTICAS DE LETRAMENTOS DE PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA EM FORMAÇÃO INICIAL: ENTRE A ESCOLA E A UNIVERSIDADE. fólio - Revista de Letras. 12, 1 (jul. 2020). DOI:https://doi.org/10.22481/folio.v12i1.6610.