A PRODUÇÃO DE RESUMOS ACADÊMICOS: UM ESTUDO PRELIMINAR SOBRE A USABILIDADE DO SOFTWARE “AutorIA – MEU RESUMO”

  • Marília de Carvalho Caetano-Oliveira Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ)

Resumo

Este trabalho é parte de minha pesquisa de pós-doutoramento, realizada de março de 2019 a fevereiro de 2020, que teve por objetivo investigar aspectos relacionados ao ensino-aprendizagem de resumos acadêmicos. Neste artigo, daremos ênfase à discussão dos resultados dos testes de usabilidade do software “AutorIA”, cuja criação foi um desdobramento da referida pesquisa. Esses testes tiveram como objetivo analisar o processo de interação entre os estudantes e o computador, verificando, assim, a facilidade de uso do sistema. (CONRAD; LEVI, 2002). O aporte teórico para a elaboração do software fundamentou-se numa perspectiva híbrida: por um lado, baseamo-nos nos princípios do Interacionismo Sociodiscursivo proposto por Bronckart (1999, 2006) e Cristóvão (2013), bem como sua vertente didática, nos termos de Schneuwly e Dolz (2004). Por outro lado, utilizamos aspectos da Sociorretórica de Swales (1990) e Askehave; Swales (2001), priorizando o modelo Create a Research Space (modelo CARS) e suas possíveis adaptações ao gênero resumo acadêmico. A metodologia, vinculada à Linguística Aplicada, teve uma perspectiva qualitativa de cunho interpretativista (MOREIRA; CALEFE, 2008), com a utilização de métodos empíricos. Os resultados revelaram que os estudantes, de modo geral, avaliaram positivamente a utilização do programa na produção de resumos acadêmicos, ratificando, assim, que a tecnologia pode ser um importante recurso no processo de didatização.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Linguística e Língua Portuguesa (Puc-MG). Professora efetiva do Departamento de Letras, Artes e Cultura da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ). Na área de pesquisa, desenvolve, atualmente, o projeto intitulado O processo de produção de gêneros acadêmicos: reflexões e desdobramentos. A partir de novembro de 2018, passou a integrar o grupo de pesquisa da UFSJ Letramentos, gêneros e ensino (LEGEN), coordenado pela Profª Laura Silveira Botelho.

Referências

1. ANTUNES, Irandé. Aula de português: encontro e interação. São Paulo: Parábola, 2003.
2. ASKEHAVE, I.; SWALES, J. M. Genre identification and communicative purpose: a problem and a possible solution. Applied Linguistics, v. 22, n. 2, p. 195-212, 2001.
3. BAKHTIN, Mikhail Mikhailovitch. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.
4. BRONCKART, Jean-Paul. Atividade de linguagem, discurso e desenvolvimento humano. Trad. Anna Rachel Machado e Maria de Lourdes Meirelles Matêncio. Campinas: Mercado de Letras, 2006.
5. ¬¬¬_______. Restrições e liberdades textuais, inserção social e cidadania. Revista da ANPOLL. São Paulo: v. 19, p. 231-256, 2005.
6. _______. Atividade de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sociodiscursivo. Trad. Anna Rachel Machado e Péricles Cunha. São Paulo: Educ, 1999.
7. CONRAD, M. D.; LEVI, F. G. Usability Testing of World Wide Web Sites, 2002. Disponível em: . Acesso em: 18 jul. 2019.
8. CRISTÓVÃO, Vera Lúcia Lopes. Para uma expansão do conceito de capacidades de linguagem. In: BUENO, Luzia; LOPES, Maria Ângela Paulino Teixeira; CRISTÓVÃO, Vera Lúcia Lopes. Gêneros textuais e formação inicial: uma homenagem à Malu Matêncio. Campinas: Mercado de Letras, 2013.
9. _______; ARTEMEVA, N. Towards a hybrid approach to genre teaching: comparing the Swiss and Brazilian schools of socio-discursive interactionism and rhetorical genre studies. Diálogo das Letras. Pau dos Ferros: v. 7, n. 2, p. 101 - 120, maio/ago. 2018.
10. _______; STUTZ, L. Sequencias didáticas: semelhanças e especificadas no contexto francófono com L1 e no contexto brasileiro como LE. In: SZUNDY, P. T. C. et al (Orgs). Linguística Aplicada e sociedade: ensino e aprendizagem de línguas no contexto brasileiro. Campinas: Pontes Editores, 2011, p. 17-40.
11. DE PIETRO, J.-F.; ERARD, S.; KANEMAN-POUGATCH, M. Un modèle didactique du “débat”: de l’objet social à la pratique scolaire. Enjeux, v. 39/40, p. 100-129, 1996/1997.
12. DOLZ, J.; PASQUIER, A.; BRONCKART, J.P. A aquisição do discurso: emergência de uma competência ou aprendizagem de diferentes capacidades de linguagem? Nonada: Letras em Revista, n. 28, vol. 1, maio de 2017.
13. FUJITA, Mariângela Spotti Lopes. A técnica introspectiva e interativa do protocolo verbal para observação do contexto sociocognitivo da indexação na catalogação de livros em bibliotecas universitárias: aplicação e análise. UNESP, 2009. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2019.
14. HEMAIS, BARBARA; BASI-RODRIGUES, Bernardete. A proposta sociorretórica de John M. Swales para o estudo de gêneros textuais. In: MEURER, J. L.; BONINI, Adair; MOTTA-ROTH, Désirée (Orgs.). Gêneros: teorias, métodos, debates. São Paulo: Parábola, 2005. p. 108-129.
15. LENHARO, R. I. Participação social por meio da música e da aprendizagem de língua inglesa em um contexto de vulnerabilidade social. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem) – Universidade Estadual de Londrina, 2016.
16. LIKERT, R. A Technique for the Measurement of Attitudes. New York: Archives of Psychology, 1932.
17. MACHADO, Anna Rachel; CRISTÓVÃO, Vera Lúcia Lopes. A construção de modelos didáticos de gênero: aportes e questionamentos para o ensino de gêneros. Linguagem em (Dis)curso – LemD. Tubarão: v. 6, n. 3, p. 547-573, set./dez. 2006.
18. _______; LOUSADA, Eliane; ABREU-TARDELLI, Lília Santos. O resumo escolar: uma proposta de ensino do gênero. SIGNUM: Estudos Linguísticos. Londrina: n. 8/1, p. 89-101, jun. 2005.
19. _______. A perspectiva interacionista sociodiscursiva de Bronckart. In: MEURER, J.L.; BONINI, Adair; MOTTA-ROTH, Désirée (Orgs). Gêneros: teorias, métodos, debates. São Paulo: Parábola, 2005, p. 237-259.
20. _______. (Coord.); LOUSADA, Eliane; ABREU-TARDELLI, Lília Santos. Resumo. São Paulo: Parábola, 2004.
21. MATÊNCIO. Maria de Lourdes Meirelles. Textualização, ação e atividade: reflexões sobre a abordagem do interacionismo sociodiscursivo. In: GUIMARÃES, Ana Maria de Mattos; MACHADO, Anna Rachel; COUTINHO, Antônia (Orgs.). O interacionsimo sociodiscursivo: questões epistemológicas e metodológicas. Campinas: Mercado de Letras, 2007.
22. MIQUELANTE, Marileuza Ascêncio. Saberes necessários à formação docente - articulação desafiadora a partir de sequências de formação, de ensino e didática como instrumentos mediadores. 2019. 846f. Tese de Doutorado. Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Londrina, Paraná, 2019.
23. MOREIRA; CALEFE. Metodologia da pesquisa para o professor pesquisador. Rio de Janeiro: Lamparina, 2008.
24. MOTTA-ROTH, Désirée; HENDGES, Graciela Rabuske. Produção textual na universidade. São Paulo: Parábola, 2010.
25. NASCIMENTO, Mizael Inácio do. A produção do gênero resumo. 2005. 144p. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Letras. Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
26. NIELSEN, Jakob. Usability inspection methods. 1994. Boston. Disponível em: . Acesso em 20 jul. 2019.
27. SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado de Letras, 2004.
28. SILVA, Jane Quintiliano Guimarães; MATA, Maria Aparecida da. Proposta tipológica de resumos: um estudo exploratório das práticas de ensino da leitura e da produção de textos acadêmicos. Scripta, Belo Horizonte, v. 6, n. 11, p. 123-133, 2º/2002.
29. SOUZA, Rita Rodrigues de. Resumo escolar no ensino médio técnico integrado integral: uma experiência de leitura e escrita em uma abordagem sociorretórica. 2015. 219f. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos, do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, campus São José do Rio Preto, São Paulo, 2015.
30. STRIQUER, Marilúcia, dos Santos Domingos. O método de análise de textos desenvolvido pelo Interacionismo Sociodiscursivo. Eutomia, Recife, 14 (1): p. 313-334, dez. 2014.
31. SWALES, John. M.; FEAK, Christine. B. Academic writing for graduate students. Ann Arbor: The University of Michigan Press, 2004.
32. _______; _______. B. English in today’s research world. Ann Arbor: The University of Michigan Press, 2000.
33. _______; _______. B. Academic writing for graduate students. Ann Arbor: The University of Michigan Press, 1994.
34. SWALES, John M. Genre Analysis: English in academic and research settings. Cambridge: CUP, 1990.
35. _______. Research Into the Structure of Introductions to Journal Articles and its Application to the Teaching of Academic Writing. In: WILLIAMS, R.; SWALES, J; KIRKMAN, J. Common Ground: shared interests in ESP and communication studies. ELT Documents 117, 1984.
Publicado
2020-07-02
Como Citar
CAETANO-OLIVEIRA, Marília de Carvalho. A PRODUÇÃO DE RESUMOS ACADÊMICOS: UM ESTUDO PRELIMINAR SOBRE A USABILIDADE DO SOFTWARE “AutorIA – MEU RESUMO”. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 12, n. 1, jul. 2020. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/6728>. Acesso em: 08 ago. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v12i1.6728.