O TRABALHO COM A PRODUÇÃO DE SENTIDOS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA: ESCOLHAS ENUNCIATIVAS PARA A DIDATIZAÇÃO

  • Nadia Dolores Fernandes Biavati Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ)
  • Fernanda de Castro Modl Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)

Resumo

Neste artigo, socializamos ações de trabalho advindas de uma parceria interinstitucional (UESB-UFSJ) no LaGaTT, Laboratório de Garimpo Textual e(m) Trabalho do professor de línguas, que tem como público-alvo professores em formação inicial/licenciandos, professores em exercício e professores em formação continuada. O objetivo do presente texto é apresentar um conjunto de questões que perpassam o trabalho de didatização do professor de português de exemplares de gêneros textuais/discursivos. O que se inicia com a defesa de textos como unidade de ensino, seguida da escolha de um determinado texto/exemplar, a que chamamos garimpo textual, para didatização de objetos de ensino diversos. Assumindo que o trabalho didático do professor é sempre orientado por saberes de referência a que os sujeitos estão/são expostos na formação profissional, apresentamos algumas ações didáticas voltadas para o ensino de língua(gens) como uma forma dinâmica de compreender a didatização  dos gêneros textuais/discursivos a partir do  contato com a Semântica da Enunciação no Laboratório. Os resultados apontam para a importância de se compreender o plano enunciativo como um caminho produtivo de trabalho com os gêneros garimpados que circulam no LaGaTT. O que validamos como uma iniciativa significativa em proposta de didatização de aspectos, reivindicando, no trabalho que envolvem os gêneros, o olhar voltado para os enunciados, a enunciação e a produção de sentidos.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Professora Adjunta da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).  Doutora em Linguística pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).  Membro do Grupo de Pesquisa ENUNCIAR. Professora Colaboradora do projeto de extensão LaGaTT (Laboratório de Garimpo Textual e(m) Trabalho do professor de línguas).

##submission.authorWithAffiliation##

Professora Titular da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Doutora em Linguística e Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (Puc-MG). Líder do grupo de pesquisa LabCulTLet (Laboratório de Culturas, Trabalho e Letramento do professor).

Referências

1. ALMEIDA, Carla Cassiano de.; BIAVATI, N. D. F. O Projeto Político Pedagógico como um gênero documental: discursos na/sobre a escola. In: Raimundo Expedito dos Santos Sousa. (Org.). Linguagem como instrumento para (re)(d)(escre)(ver) o mundo gêneros textuais/discursivos e processos semióticos multimodais. 1ed.Rio de Janeiro: Mares Editores, 2017, v. único, p. 128-149.
2. BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Publicação. Brasília: MEC, 2016. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/BNCC_publicação> Acesso em: 30 de jul. 2017.
3. DIAS, L. F. Enunciação e relações linguísticas. Campinas, SP: Pontes, 2018.
4. GERALDI, João Wanderley. Unidades básicas do ensino de português. In: GERALDI, João Wanderley. O texto em sala de aula. São Paulo: Ática, 1997. p. 59-79
5. GUIMARÃES, E. Os limites do sentido. Campinas: Pontes, 1995.
6. _______. Semântica do acontecimento. Campinas: Pontes, 2005.
7. _______. Semântica: enunciação e sentido. Campinas, SP: Pontes, 2018.
8. MATENCIO, M. de L. M. Formação do professor e representações sociais de língua(gem): por uma linguística implicada. Revista Filologia, Vol. 7, 2007, p. 439-449.
9. MENDONÇA, Márcia. Análise linguística no ensino médio: um novo olhar, um outro objeto. In: BUNZEN, Clécio.; MENDONÇA, Márcia (org.). Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo: Parábola Editorial, 2006. p.199-226.
Publicado
2020-07-02
Como Citar
BIAVATI, Nadia Dolores Fernandes; MODL, Fernanda de Castro. O TRABALHO COM A PRODUÇÃO DE SENTIDOS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA: ESCOLHAS ENUNCIATIVAS PARA A DIDATIZAÇÃO. fólio - Revista de Letras, [S.l.], v. 12, n. 1, jul. 2020. ISSN 2176-4182. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/folio/article/view/6973>. Acesso em: 04 ago. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/folio.v12i1.6973.