A EXPERIÊNCIA DO MONITORAMENTO HIDROCLIMÁTICO EM UM PROJETO DE EXTENSÃO COM A ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA E O ASSENTAMENTO DO BAIXÃO, ITAETÊ-BA.

  • Suílian Sampaio Jesus UEFS
  • Jémison Mattos dos Santos UEFS
  • Ângela Carine Felix de Oliveira Matos UEFS

Resumo

Trata-se de um trabalho de popularização das ciências, realizado por meio do projeto de extensão ‘Água da Vida’, envolvendo professores, estudantes, atores locais, etc., visando capacitar, trocar experiências-saberes e revelar a importância do uso racional dos recursos hídricos e do solo, com aporte teórico-conceitual e metodológico voltado para o monitoramento hidroclimático. No qual foram realizadas oficinas, discussões em grupo, trabalhos de campo, uso de instrumentos de precisão e a atividade pedagógica ‘A Escola Vai Até o Rio, proporcionando aos participantes executarem medições de variáveis climáticas e hidrológicas, e a reflexão sobre a importância de obtenção de medidas quantitativas, para dar suporte à análise e avaliação ambiental mais consistente, para realização do diagnóstico ambiental participativo da bacia hidrográfica do Una.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Bacharelanda em Geografia-UEFS. Bolsista do projeto de extensão Água da vida. UEFS, email: ssj.uefs@gmail.com

##submission.authorWithAffiliation##

Pesquisador e Coordenador do Projeto de extensão Água da vida. Laboratório de Estudos da Dinâmica e Gestão do Ambiente Tropical - GEOTRÓPICOS-UEFS, email: jemisons@uefs.br

##submission.authorWithAffiliation##

Licencianda em Geografia-UEFS, Bolsista voluntária do projeto de Extensão email: cfmatos.uefs@gmail.com

Referências

BRASIL. LEI Nº 9.433, DE 8 DE JANEIRO DE 1997, de 13 de março de 1990.
CALIARI, R. O.; ALENCAR, E.; AMÂNCIO, R. Pedagogia da alternância e desenvolvimento local. Revista Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v. 4 n.2, dezembro, 2002.
CARVALHO, T. M. de. Técnicas de medição de vazão por meios convencionais e não convencionais. Revista Brasileira de Geografia Física, Recife, v. 1, n.1, p.75-85, Maio/Agosto, 2008.
EPA. ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY. Stream Flow. In: Office Of Water: Monitoring Water Quality. Volunteer stream monitoring: a methods manual. Washignton: EPA, 1997. Cap 5, p. 134-138.
MAIA N. R. F. Água para o desenvolvimento sustentável. Revista água em revista, Belo Horizonte, v.5, n. 9, p. 21-32, Novembro, 1997.
REBOUÇAS, A. da C.; BRAGA, B.; TUNDISI, J. G. ACADEMIA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS (Org.). Águas doces no Brasil: capital ecológico, uso e conservação. 3. ed. rev. e map. São Paulo: Escrituras, 2006. 713p
RIBEIRO, W. C. Geografia política da água. São Paulo: Annablume, 2008. 162p.
Publicado
2018-08-26
Como Citar
JESUS, Suílian Sampaio; SANTOS, Jémison Mattos dos; MATOS, Ângela Carine Felix de Oliveira. A EXPERIÊNCIA DO MONITORAMENTO HIDROCLIMÁTICO EM UM PROJETO DE EXTENSÃO COM A ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA E O ASSENTAMENTO DO BAIXÃO, ITAETÊ-BA.. Geopauta, [S.l.], v. 2, n. 2, p. 27-37, ago. 2018. ISSN 2594-5033. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/geo/article/view/4025>. Acesso em: 23 set. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/rg.v2i2.4025.