“Cimento e lágrimas”: objetivações e subjetivações da memória e do trabalho na construção civil habitacional em Vitória da Conquista - BA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/rg.v4i3.6006

Palavras-chave:

Trabalho. Memória. Construção Civil.

Resumo

O presente artigo analisa as objetivações e subjetivações da memória e do trabalho na construção civil habitacional em Vitória da Conquista-BA. Para tanto, evidencia as condições objetivas e subjetivas que determinam a constituição e o uso da força de trabalho e que ora reafirmam, ora forçam rupturas na relação contraditória capital-trabalho. Desse modo, ancora-se nos ensinamentos de Marx (1985-2010), Harvey (1982-2000), Pollak (1989), Hobsbawm (2008), Mészaros (2002-2005), entre outros que se debruçam sobre o trabalho e a memória. A análise dos dados e das narrativas permitiu entrever as transformações ocorridas no processo de trabalho na construção civil habitacional e conhecer as permanências e as rupturas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Miriam Cléa Coelho Almeida, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia- UESB- Brasil

Profª Adjunto do Departamento de Geografia - UESB, Pós-doutora em Geografia pela UFS-2020, professora permanente do PPGEO-UESB

Referências

ALMEIDA, M. C.C. Memória, trabalho e território: o processo de trabalho na construção civil na cidade de Vitória da Conquista – BA. 202f. Tese (Doutorado em Memória Linguagem e Sociedade), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, BA, 2017.

ANTUNES, R. O caráter polissêmico e multifacetado do trabalho. Revista Trabalho, Educação e Saúde, v. 1, n. 2, p.53-6, 2003.

BRAVERMAN, H. Trabalho e capital monopolista. A degradação do trabalho no século XX. 3. ed. Rio de Janeiro, LTC, 1987. Tradução: Nathanael C. Caixeiro.

FRIGOTTO, G; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. A educação de trabalhadores no Brasil contemporâneo: um direito que não se completa. In: Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 6, n. 2, p. 65-76, dez. 2014. Disponível em: http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistagerminal/article/viewFile/13088/9294. Acesso em: 25/11/2015.

GAUDEMAR, J. P. de. Mobilidade do trabalho e acumulação do capital. Lisboa: Estampa, 1977.

HARVEY, D. O trabalho, o capital e o conflito de classes em torno do ambiente construído nas sociedades capitalistas avançadas. In: Revista Espaço e Debates. São Paulo: Cortez, n. 6, jun./set., 1982. Tradução: Flávio Villaça.

HARVEY, D. Condição pós-moderna. 9. ed. São Paulo: Loyola, 2000.

HOBSBAWM, E. J. Mundos do trabalho. Novos estudos sobre história operária. 5. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2008. Tradução: Waldea Barcellos e Sandra Bedran.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo demográfico do Brasil – Bahia, 2010.

KUENZER, A. Z. Pedagogia da fábrica. As relações de produção e a educação do trabalhador. 4. ed. São Paulo: Cortez, 1995.

KUENZER, A. Z. As relações entre conhecimento tácito e conhecimento científico a partir da base microeletrônica: primeiras aproximações. Educar. Curitiba –PR: Editora UFPR, Especial, p. 43-69, 2003.

LUKÁCS, G. História e consciência de classe. Estudos sobre a dialética marxista. São Paulo: Martins Fontes, 2003. Tradução: Rodnei Nascimento. Revisão da tradução: Karina Jannini.

MARTINS, J. de S. Capitalismo e tradicionalismo. São Paulo: Biblioteca Pioneira de Ciências Sociais, 1975.

MARX, K. O capital: crítica da economia política. V. I, 2. ed., São Paulo: Nova Cultural, 1985, (V. I) (Coleção os Economistas).

MARX, K. Manuscritos econômicos e filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2010. Tradução: Jesus Ranieri.

POLLAK, M. Memória, esquecimento, silêncio. In: Estudos Históricos. Rio de Janeiro, vol. 2, n. 3, 1989, p. 3-15.

Downloads

Publicado

2020-10-07

Como Citar

ALMEIDA, M. C. C. . “Cimento e lágrimas”: objetivações e subjetivações da memória e do trabalho na construção civil habitacional em Vitória da Conquista - BA. Geopauta, [S. l.], v. 4, n. 3, p. 227-254, 2020. DOI: 10.22481/rg.v4i3.6006. Disponível em: http://periodicos2.uesb.br/index.php/geo/article/view/6006. Acesso em: 22 out. 2020.