Gestão de recursos hídricos: a percepção de atores sociais acerca do reservatório Passagem, Oeste Potiguar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22481/rg.v4i2.6369

Palavras-chave:

Reservatório Passagem. Planejamento e gestão. Vazante. Governança.

Resumo

O objetivo da pesquisa foi analisar a percepção ambiental de residentes do entorno e gestores municipais sobre o reservatório Passagem (RN). Para a obtenção dos dados foram aplicados questionários junto aos residentes e entrevistas junto aos gestores dos municípios de Rodolfo Fernandes, Itaú e Severiano Melo. Os roteiros, cartas de anuência e Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) foram aprovados pelo Comitê de Ética de Pesquisa – CEP da UERN (Protocolo CAAE-64232317.1.0000.5294). Os resultados mostram que o reservatório não é utilizado como fonte de abastecimento mas usam a vazante para o cultivo de culturas temporárias, existindo também um elo afetivo dos residentes e o reservatório. No entanto os municípios analisados não dispõem de planejamento e gestão sobre o reservatório.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Francisca Wigna da Silva Freitas, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte- UERN- Brasil

Graduada em Geografia e Mestra em Ciências Naturais pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte-Brasil 

Márcia Regina Farias da Silva, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte- UERN- Brasil

Graduada em Geografia (UFRN), Mestre em Ecologia de Agrossistemas (USP)e Doutora em Ecologia de Aplicada (USP). Profa. do Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGEO/UERN)-Brasil

Josiel de Alencar Guedes, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte- UERN- Brasil

Graduado em Geografia, Mestre em Geociências e Doutor em Desenvolvimento e Meio Ambiente (URFN). Prof. do Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGEO/UERN)-Brasil 

Referências

ALBUQUERQUE, D. S.; NONATO, R. P. P. M.; MEDEIROS, J. F. Percepção ambiental no sertão cearense: estudo de caso de comunidade Santa Maria, Ererê. Revista de Geociências do Nordeste, Caicó, v.2, n. especial, p.706-715, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revistadoregne/article/viewFile/10519/7446. Acesso em: 23 maio, 2017.
ANTONINO, A. C. D.; AUDRY, P. Utilização de água no cultivo de vazantes no semi-árido do Nordeste do Brasil. Recife: CNPq. Tópicos Especiais em Recursos Hídricos e Tecnologia Ambiental, n.2, 2001.
BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.
BRASIL. Lei Nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997. Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos, cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, regulamenta o inciso XIX do art. 21 da Constituição Federal, e altera o art. 1º da Lei nº 8.001, de 13 de março de 1990, que modificou a Lei nº 7.990, de 28 de dezembro de 1989. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9433.htm. Acesso em: 10. fev. 2017.
BRASIL. Resolução nº 17, de 29 de maio de 2001. O Conselho Nacional de Recursos Hídricos, no uso das competências que lhe são conferidas pela Lei nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997, e tendo em vista o disposto no Decreto nº 2.612, de 3 de junho de 1998. Disponível em: http://www.cbh.gov.br/legislacao/20010529_CNRHRes017.pdf. Acesso em: 09 jun., 2017.
BRASIL. Relatório de avaliação de programa: ação construção de cisternas para armazenamento de água. Tribunal de Contas da União. Secretaria de Fiscalização e Avaliação de Programas de Governo, 2006. Disponível em: http://portal.tcu.gov.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?inline=1&fileId=8A818
2A14D92792C014D92816E604F7C. Acesso em: 09 set. 2017.
BRASIL. Lei n. 11.346, de 15 de setembro de 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. SISAN com vistas em assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Disponível em: http://www4.planalto.gov.br/consea/conferencia/documentos/lei-de-segurancaalimentar-e-nutricional. Acesso em: 18 set., 2017.
BRASIL. Lei n. 12.305, de 2 de agosto de 2010. Dispõe a Política nacional de resíduos sólidos – 2. ed. – Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2012. Disponível em:
http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=636. Acesso em: 18 set. 2017.
BRASIL. Resolução Nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Considerando o respeito pela dignidade humana e pela especial proteção devida aos participantes das pesquisas científicas envolvendo seres humanos. Disponível em: .http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf. Acesso em: 15. mar. 2017.
CARVALHO, R. G.; KELTING, F. M. S.; SILVA, E. V. Indicadores socioeconômicos e gestão ambiental nos municípios da bacia hidrográfica do rio Apodi-Mossoró, RN. Sociedade & Natureza. Uberlândia, v. 23, n. 1, p. 143-159, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sn/v23n1/12.pdf. Acesso em: 10 maio, 2017.
CARVALHO, R. V.; LIMA, F. E. S; SILVA, R. P. O programa um milhão de cisternas (P1MC): uma alternativa de convivência com o semiárido na comunidade Agreste de Baixo – São Miguel/RN. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v.18, n.61, p.136-149, mar. 2017. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/34601. Acesso em: 20 set. 2017.
CÔRTES, P. L.; DIAS, A. G.; FERNANDES, M. E. S. T.; PAMPLONA, J. M. V. Comportamento ambiental: estudo comparativo entre estudantes brasileiros e portugueses. Ambiente & Sociedade, São Paulo, v.19, n.3, p.111-134, jul./set. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/asoc/v19n3/pt_1809-4422-asoc-19-03-00113.pdf. Acesso em: 25 jul. 2017.
CHECOLI, C. H. B.; SHIRAIWA, S.; SILVA, M. C.; SILVA, N. M. Gestão participativa na recuperação de área degradada pela agricultura. Sociedade & Natureza, Uberlândia, v.28, n.1, p.117-130, jan./abr., 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sn/v28n1/0103-1570-sn-28-1-0117.pdf. Acesso em: 25 jul. 2017.
FERNANDES, J.; REZENDE FILHO, C. B. Percepção ambiental: as transformações no cotidiano caiçaras de Ubatuba-SP de 1960 e na primeira década do século XXI. Curitiba: CRV, 2010.
GUEDES, J. A.; AMARAL, V. S. Percepção ambiental das comunidades residentes no entorno do reservatório Tabatinga, Macaíba/RN. Sociedade e Território, Natal, v.27, n.1, p.117-137, jan./jun., 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/sociedadeeterritorio/article/viewFile/5089/5388. Acesso em: 25 abr., 2017.
GUEDES, J. A.; AMARAL, V. S. Reservatório Tabatinga: a percepção de moradores da área urbana da cidade de Macaíba – RN. Geosul, Florianópolis, v.32, n.63, p.139-158, jan./abr. 2017. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/geosul/article/download/41208/34435. Acesso em: 12 maio. 2017.
GUEDES, J. A.; COSTA, F. R. Qualidade ambiental de dois reservatórios públicos na região do Alto Oeste Potiguar (RN/Brasil). Revista GeoInterações, Assú, v.1, n.1, p.03-16, jan./jul. 2017. Disponível em: http://periodicos.uern.br/index.php/geointeracoes/article/viewFile/2177/1195.
Acesso em: 18 set., 2017.
HERNES, M. I.; METZGER, M. J. Understanding local community's values, worldviews and perceptions in the Galloway and Southern Ayrshire Biosphere Reserve, Scotland. Jornal of Environmental Management, v.30, p.1-12, 2016. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27856034. Acesso em: 10 maio 2017.
IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo 2010. Disponível em:
http://www.ibge.gov.br/home/pesquisa/pesquisa_google.shtm?cx=009791019
813784313549 %3Aonz63jzsr68&cof=FORID%3A9&ie=ISO-8859-1&q=it. Acesso em: 25. mar. 2017.
KEMERICH, P. D. C.; RITTER, L. G.; DULAC, V. F.; CRUZ, R. C. Gerenciamento de recursos hídricos: desafios e potencialidades do comitê de bacia hidrográfica do rio Passo Fundo. Sociedade & Natureza, Uberlândia, v.26, n.1, p.83-94, jan./abr. 2016. Disponível em:
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1982-45132016000100083&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 25 jul. 2017.
LUCENA, M. M.; FREIRE, E. M. Percepção ambiental como instrumento de participação social na proposição de áreas prioritárias no semiárido. InterThesis, Florianópolis, v.11, n.1, p.147-171, jan./jun., 2014. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/interthesis/article/...2014v11n1p147/26889. Acesso em: 10 maio, 2017.
LUCENA, M. M.; FREIRE, E. M. environmental perception of rural communities and analysis of landscape: subsidies for priority area for conservation proposition in the Rio Grande do Norte Semiarid, Brazil. Ra’ega. Curitiba, v.34, p.69-97, ago. 2015. Disponível em:
http://revistas.ufpr.br/raega/article/view/37102/26215. Acesso em: 10 maio, 2017.
MOLLE, F.; CADIER, E. Manual do pequeno açude. Recife: SUDENE-DPGPRN-DPPAPR, 1992.
NASCIMENTO, F. E.; GUEDES, J. A. Qualidade ambiental do reservatório Cajá, município de Taboleiro Grande (RN). Revista Tamoios, v.12, n.1, p.130-143, jan./jun. 2016. Disponível em: http://www.epublicacoes.uerj.br/index.php/tamoios/article/view/19610. Acesso em: 19 set., 2017.
PAGNOCCHESCHIS, B. Governabilidade e governança das águas no Brasil. In: MOURA, A. M. M. (Org.). Governança ambiental no Brasil: instituições, atores e políticas públicas. Brasília: Ipea, 2016. p.175-199.
PEREIRA NETO, M. C.; PEIXOTO, M. C. S.; ARAÚJO, J. P. R. Abordagem perceptiva aplicada à análise dos riscos de inundação no município de Ipanguaçu/RN – Brasil. Boletim Geográfico. Maringá, v.35, n.1, p.134-147, 2017. Disponível em: http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/BolGeogr/article/viewFile/27313/pdf. Acesso em: 10 jun., 2017.
REINALDO, E. D. F.; SILVA, M. R. F.; NARDOTO, G. B.; GARAVELLO, M. E. E. Mudanças de hábitos alimentares em comunidades rurais do semiárido da região Nordeste do Brasil. Interciencia, v.40, n.5, p.330-336, mayo, 2015,
SEMARH - Secretária de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Ficha técnica do reservatório Passagem. Disponível em: http://sistemas.searh.rn.gov.br/MonitoramentoVolumetrico/Monitoramento/Imp
ressaoFichaTecnica?idReservatorio=10. Acesso em: 24. mar., 2017.
SILANS, A. P. Alternativas científicas e tecnológicas para o abastecimento de água
no semi-árido. In: Água e desenvolvimento sustentável no semi-árido. Fortaleza: Fundação Konrad Adenauer, 2002. p. 133-160. (Série Debates, n. 24).
SILVA, T. S.; CÂNDIDO, G. A.; FREIRE, E. M. X. Conceitos, percepções e estratégias para conservação de uma estação ecológica da caatinga nordestina por populações do seu entorno. Sociedade & Natureza, v.21, n.2, p.23-37, ago.2009. Disponível em: www.seer.ufu.br/index.php/sociedadenatureza/article/download/9520/5767. Acesso em: 20 abr. 2017.
SOUZA, M. L. Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.
SUESS, R. C.; BEZERRA, R. G.; CARVALHO FILHO, H. Percepção ambiental dos diferentes atores sociais sobre o lago Abreu em Formosa – GO. Holos, Natal, n.29, v.6, p.241-258, 2013. Disponível em: www.redalyc.org/pdf/4815/481548608020.pdf. Acesso em: 04 jun. 2017.
TUAN, Yi-Fu. Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. Londrina: Eduel, 2012.

Downloads

Publicado

2020-07-19

Como Citar

FREITAS, F. W. da S.; SILVA, M. R. F. da; GUEDES, J. de A. Gestão de recursos hídricos: a percepção de atores sociais acerca do reservatório Passagem, Oeste Potiguar. Geopauta, [S. l.], v. 4, n. 2, p. 71-90, 2020. DOI: 10.22481/rg.v4i2.6369. Disponível em: http://periodicos2.uesb.br/index.php/geo/article/view/6369. Acesso em: 25 out. 2020.

Edição

Seção

Artigos de demanda Contínua