A Paisagem como categoria geográfica: Comportamento espectral de vegetação do alto curso da bacia hidrográfica do rio Catolé – Bahia

Resumo

O presente artigo e suas proposições metodológicas, tem como objetivo principal realizar a análise ambiental a partir da integração dos componentes naturais e elementos antrópicos, com respostas a alterações do ambiente delimitado ao longo de 10 anos. Para isto, adota-se o conceito de paisagem como categoria, que colabora no entendimento das relações sociais e naturais em um determinado espaço, e que por meio das atividades humanas pode-se observar as transformações físicas e antrópicas na natureza vivida. Foram realizados os trabalhos cartográficos a partir de imagens orbitais e através destas foram obtidos o NDVI e a análise visual da cobertura vegetal, mostrando que as ações modificadoras tiveram como fator primordial a ação antrópica.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestrando do Programa de Pós Graduação em Geografia (PPGEO) – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) – nielsonpereira@gmail.com  

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor pelo Programa de Pós Graduação em Geografia – Universidade Federal de Sergipe (UFS) – Professor Titular de Geografia Física – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) – espeditomaia@gmail.com.

Referências

AMORIM, R. R.; OLIVEIRA, R. C. de. As unidades de paisagem como uma categoria de análise geográfica: O exemplo do município de São Vicente – SP. Sociedade & Natureza, Ano 20, n. 2, Uberlândia - MG: 2008.
AUGUSTO, R. C. A cartografia de paisagens e a perspectiva geossistêmica como subsídios ao planejamento ambiental. Revista Tamoios, Ano 12, n. 1, São Gonçalo – RJ: 2016.
BERNARDINO, D. S. M.; OLIVEIRA, A. M.; DINIZ, M. T. M. Georges Bertrand e a análise integrada da paisagem em Geografia. REGNE, v. 4, n. 2. Caicó – RN: 2018.
BERTRAND, G. Paisagem e Geografia física global. Esboço metodológico. Revista RA’E GA, n. 8, Curitiba – PR: 2004.
CAVALCANTI, A. P. B.; VIADANA, A. G. Organização do espaço e análise da paisagem. Rio Claro: UNESP – IGCE, 2007.
CRUZ, D. R.; COSTA, R. C. Fisiologia da paisagem e riscos. In: Seminário Latino-Americano de Geografia Física, VI. Seminário Ibero-Americano de Geografia Física, II, 2010, Coimbra. Anais... Coimbra: Universidade de Coimbra, 2010.
DIAS, J.; SANTOS, L. A paisagem e o geossistema como possibilidade de leitura da expressão do espaço sócio-ambiental rural. Revista Franco-brasileira de Geografia, v. 1, n. 1, 2007.
LIMA, E. M. Interações socioambientais na bacia hidrográfica do rio Catolé – Bahia. Tese de doutorado apresentado ao Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade Federal de Sergipe, UFS, 2012, 280p.
MAXIMIANO, L. A. Considerações sobre o conceito de paisagem. Revista RA’E GA, n. 8, Curitiba: 2004.
RODRIGUEZ, J. M. M.; SILVA, E. V. da. A classificação das paisagens a partir de uma visão geossistêmica. Mercator. Revista de Geografia da UFC, Ano 1, n. 1, Fortaleza: 2002.
ROSS, J. Ecogeografia do Brasil: subsídios para planejamento ambiental. São Paulo: Oficina de Textos, 2006. 208p.
SANTOS, J. O. S.; SOUZA, M. J. N. de. Impactos ambientais e riscos de ocupação na bacia hidrográfica do Rio Cocó - Ceará./ In: SILVA, E. V. da; RODRIGUEZ, J. M. M.; MEIRELES, A. J. A (Org.). Planejamento Ambiental e Bacias Hidrográficas. Fortaleza: Edições UFC, 2011. 149p.
SCHIER, R. A. Trajetórias do conceito de paisagem na Geografia. Revista RA’E GA, n. 7, Curitiba: 2003.
SOTCHAVA, V. B. O Estudo de Geossistemas. Métodos em Questão (16). São Paulo: IGEO/USP, 1977.
SOUZA, J. C. de. Metodologia para avaliação ambiental em bacias hidrográficas, utilizando técnicas de geoprocessamento e sensoriamento remoto. Tese de doutorado apresentado ao Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, UNESP, 2017, 95p.
TROLL, C. A paisagem geográfica e sua investigação. Espaço e Cultura, n. 4, 1997.
ZACHARIAS, A. A. A representação gráfica das unidades de paisagem no zoneamento ambiental: um estudo de caso no município de Ourinhos – SP. Tese de doutorado apresentado ao Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade Estadual Paulista, UNESP. 2006. 209p.
Publicado
2020-04-30
Como Citar
BONFIM, Nielson Pereira da Silva; LIMA, Espedito Maia. A Paisagem como categoria geográfica: Comportamento espectral de vegetação do alto curso da bacia hidrográfica do rio Catolé – Bahia. Geopauta, [S.l.], v. 4, n. 1, p. 184-193, abr. 2020. ISSN 2594-5033. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/geo/article/view/6392>. Acesso em: 02 jun. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/rg.v4i1.6392.
Seção
Artigos