Les émotions n’ont pas de frontière: la compétence culturelle dans les soins solidaires

  • Teresa Mara Pontes de Farias Université Paris-Descartes
  • Regina Marques de Souza Oliveira Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Resumo

Trata-se de relato de experiência sobre a rede de atençao psicossocial com populaçoes vulneraveis, populaçoes de imigrantes africanos e estrangeiros em geral que vivem no contexto francês através do Centro de Acolhimento a Refugiados. A reflexao busca estabelecer um eixo de consideraçao sobre a realidade do nordeste brasileiro (populaçao de favelas) com as perspectivas da epistemologia da Terapia Comunitaria criada pelo professor e médico psiquiatra Adalberto Barreto (UFC-Universidade Federal do Ceara), e consideraçoes da pedagogia de Paulo Freire a fim de exercer o cuidado em saude mental para pessoas expostas a extremas violências de ordem étnica, cultural, psiquica, econômica, social e moral. O relato revela que os conhecimentos e experiência brasileira estao sendo aprofundados e desenvolvidos por profissionais da saude mental no contexto francês através da clinica da antropologia médica, junto ao Polo de Pesquisa Médica Psicologica Associaçao Minkoviska em Paris com apoio do Ministerio da Saude da França.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-12-27
Como Citar
DE FARIAS, Teresa Mara Pontes; OLIVEIRA, Regina Marques de Souza. Les émotions n’ont pas de frontière: la compétence culturelle dans les soins solidaires. ODEERE, [S.l.], v. 2, n. 4, p. 179-192, dez. 2017. ISSN 2525-4715. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/odeere/article/view/2360>. Acesso em: 15 out. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/odeere.v0i4.2360.