O MOMENTO DA MÚSICA DA DIÁSPORA AFRICANA

  • Dener Santos Silveira Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • José Ricardo Marques dos Santos Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar o conceito de diáspora e as novas linhas de investigação intelectuais abertas a partir do uso crescente do conceito, em especial,  na música da diáspora Africana. Faz uma reflexão sobre o legado da filosofia moderna no processo de esvaziamento da possibilidade reflexiva da música negra, bem como, identifica no marcador da diáspora a condição desestabilizadora de absolutismos nacionais da música no Brasil que foram, diferentemente de outros assentamentos africanos da diáspora, ligados a creolização e hibridação, influenciada pela fundamentação de mestiçagem que promoveu uma centralização na figura do “popular” e do “folclórico” das manifestações da música da diáspora africana no Brasil. Nesse contexto informa o “momento” de recepção da ideia de Diáspora Africana e como ela legitima o discurso da música negra no Brasil reagindo aos valores e padrões de um sistema de representações que restringem o acesso às culturas diaspóricas a sua reflexividade.


Palavras-chave: África, Diáspora, Música Negra, Relações Raciais, pós-colonialismo.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-30
Como Citar
SILVEIRA, Dener Santos; DOS SANTOS, José Ricardo Marques. O MOMENTO DA MÚSICA DA DIÁSPORA AFRICANA. ODEERE, [S.l.], v. 3, n. 6, p. 177-197, dez. 2018. ISSN 2525-4715. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/odeere/article/view/4297>. Acesso em: 18 jul. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/odeere.v3i6.4297.