Extensão universitária é ato de aquilombar-se na contemporaneidade

Resumo

A experiência aqui abordada será a vivencia na Extensão Universitária no Curso de Educação Quilombola, do ODEERE-Órgão de Educação e Relações Étnicas, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia-UESB, o qual está vinculado à área de conhecimento das Ciências Sociais e Humanidades, sendo constituído em três fazes dosais: formação teórica, a pesquisa e a imersão na realidade de campo, de forma interventiva, sendo que universo deste relato de experiencias se dá a partir da visita de campo no Recôncavo Baiano, Zona Metropolitana de Salvador e em Salvador, esse roteiro objetiva apresentar aos alunos da extensão os locais onde foi processada parte da história do Brasil e como nessas localidades ainda prosperam a cultura e os dilemas vivenciados pelas Populações Afro-Brasileiras. Nesse caso, o trabalho traz, também, a visita realizada ao Quilombo Pitanga dos Palmares devido seus elementos viabilizarem os assuntos da disciplina em questão. Enquanto Assistente Social, o que me motivou a ser cursista do curso de extensão do ODEERE foi a necessidade de buscar respostas para a atuação profissional, em específico, a identificação geográfica, em um determinado município no Sudoeste Baiano, dos Povos e Comunidades Tradicionais visando garantir os seus Direitos Sociais. Ao final concluímos que estar na Extensão Universitária é ato de aquilombar-se na contemporaneidade.


Palavras-chave: formação, quilombo, resistência, aquilombamento.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E AGRÁRIO. Povos e Comunidades Tradicionais. Publicado em 21/08/2015 12h12. Disponível em http://mds.gov.br/acesso-a-informacao/povos-e-comunidades-tradicionais. Acesso em 10 de janeiro de 2018.

________. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E AGRÁRIO. Povos e Comunidades Tradicionais. Disponível emhttp://mds.gov.br/assuntos/seguranca-alimentar/direito-a-alimentacao/povos-e-comunidades-tradicionais. Acesso em 10 de janeiro de 2018.

_______. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE A FOME. Guia de políticas sociais Quilombolas: Serviços e Benefícios do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome. Brasília, 2009. Disponível em http://www.mds.gov.br Acesso em 10 de janeiro de 2018.

BISPO, Maria das Graças Silva. Prefácio; In. SANTANA, Marise de. ODEERE: formação docente, linguagens visuais e legado africano no sudoeste baiano/ Marise de Santana ..... [et AL.].. Vitoria da Conquista: Edições UESB, 2014.

CIAMPA, A. C. e MUNANGA, Kabengele: "QUAL É A EXPLICAÇÃO DESSA AUSÊNCIA E DESSE SILÊNCIO (DE NOSSA PSICOLOGIA SOCIAL) SOBRE UM TEMA QUE TOCA A VIDA DE MAIS DE 60 MILHÕES DE BRASILEIROS DE ASCENDÊNCIA AFRICANA?" Revista Associação Brasileira de Psicologia Social – ABRAPSO; Psicologia & Sociedade; 12 (1/2): 18-31; jan./dez.2000.

CLEMENTE, Claudelir Correa; SILVA, José Carlos Gomes da. DOS QUILOMBOS À PERIFERIA: REFLEXÕES SOBRE TERRITORIALIDADES E SOCIABILIDADES NEGRAS URBANAS NA CONTEMPORANEIDADE. Crítica e Sociedade: revista de cultura política. v. 4, n.1, Dossiê: Relações Raciais e Diversidade Cultural, jul. 2014. ISSN: 2237-0579.

CUNHA, Manuela Carneiro da. Cultura com aspas e outros ensaios. São Paulo: Cosac Naify. 2009.

BARTH, Fredrik. Grupos étnicos e suas fronteiras. In. POUTINGNAT, Philippe e STREIFF-FENART, Jocelyne. Teorias da Etnicidade. São Paulo: Editora UNESP, 2011.

FIOCRUZ, BA – Quilombolas de Pitanga dos Palmares, na Bahia, lutam contra presídio, pedágio e ferrovia. Atualização: outubro de 2018. Disponível em http://mapadeconflitos.ensp.fiocruz.br/ Acesso em 04 de Dezembro de 2018.

GEERTZ, Clifford. O Saber Local: novos ensaios em antropologia interpretativa; tradução de Vera Mello Joscelyne.- Petrópolis,RJ, Editora Vozes, 1997.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social, São Paulo, editora Atlas S. A. -1999.

IAMAMOTO. Marilda Villela e Carvalho. Raul. Relações Sociais e Social no Brasil: Esboço de uma interpretação histórico-metodologica- 16.ed_ São Paulo: Cortez; [ Lima, Peru]: CELATS, 2004.

MACIEL, A. S.; MAZZILLI, S. Indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão: percursos de um princípio. São Paulo: ANPED, 2011. Disponível em: http://www.anped11.uerj.br/indexatual.html. Acesso em: 21 de Agosto de 2019.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org). Pesquisa social: teoria, método e criatividade, 28 ed, Editora Vozes, 1994.

MONTAÑO, Carlos. Das “lógicas do Estado” às “lógicas da sociedade civil”: estado e “terceiro setor” em questão.
Espaço público cidadania terceiro setor. Revista Serviço Social & Sociedade. n.59, Ano XX, São Paulo: Cortez, Março de 1999.

OLIVEIRA, Roberto Cardoso. Caminhos da Identidade: Ensaios sobre etnicidade e multiculturalismo. São Paulo: Editora Unesp; Brasilia, 2006.

OLIVEIRA, Reinaldo José de. Interfaces entre as desigualdades urbanas e as desigualdades raciais no Brasil: observações sobre o Rio de Janeiro e São Paulo. In OLIVEIRA, Reinaldo José de. A cidade e o negro no Brasil/ Reinaldo José de Oliveira, Organizador._ São Paulo: Alameda, 2013.

O’DWYER, Eliane Cantarino. Os quilombos e as novas etnias. In O’DWYER, Eliane Cantarino, Quilombos: identidade étnica e territorialidade/Eliane Cantarino O’Dwyer, organizadora. — Rio de Janeiro: Editora FGV, 2002.

RIBEIRO, Ademário. Quilombo Pitanga dos Palmares – Cultura, história e luta. Redação Simões Filho Online. Publicada em 6 de outubro de 2014 às 18:1. Disponível em https://www.simoesfilhoonline.com.br Acesso em 04 de março de 2018.

________ Simões Filho: Comunidade Quilombola Pitanga de Palmares celebra Dia da Consciência Negra. Redação Simões Filho Online. Publicada em 27 de novembro de 2018 às 17:39. Disponível em https://www.simoesfilhoonline.com.br Acesso em 04 de dezembro de 2018.

SANTOS, Boaventura de Souza. Um discurso sobre as ciências. –São Paulo, Cortez, 2018.

SODRÉ, Muniz. A verdade seduzida: Por um conceito de cultura no Brasil. 3ª edição, Editora DP&A, 2005.

TRIVIÑOS. Augosto N. S. Introdução á pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa e educação – São Paulo: Atlas, 1987.
Publicado
2019-12-30
Como Citar
DÓCIO, Ariadini de Almeida; PEROVANO FILHO, Natalino. Extensão universitária é ato de aquilombar-se na contemporaneidade. ODEERE, [S.l.], v. 4, n. 8, p. 338-363, dez. 2019. ISSN 2525-4715. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/odeere/article/view/6241>. Acesso em: 05 abr. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/odeere.v4i8.6241.
Seção
Relatos de experiências