De Énéias Indiges a Augusto divinizado: as temporalidades narrativas do épico e as predições do fatum na Eneida de Virgílio

  • Ana Teresa Marques Gonçalves
  • Thiago Eustáquio Araújo Mota

Resumo

Examinamos no épico virgiliano as promessas de divinização do herói Enéias e seus descendentes que estão expressas na trama da Eneida e conferem à casa de governantes a qual se liga o Imperador Augusto, a Domus Iulia, uma legitimidade divina e ancestral. A lenda troiana foi objeto de grande investimento durante o Principado. Além de Virgílio o tema da divinização de Enéias foi tratado por um conjunto de escritores e poetas contemporâneos deste – Tito Lívio, Dionísio de Halicarnasso e Ovídio.

Publicado
2018-05-17
Como Citar
GONÇALVES, Ana Teresa Marques; ARAÚJO MOTA, Thiago Eustáquio. De Énéias Indiges a Augusto divinizado: as temporalidades narrativas do épico e as predições do fatum na Eneida de Virgílio. Politéia - História e Sociedade, [S.l.], v. 16, n. 1, maio 2018. ISSN 1519-9339. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/politeia/article/view/3741>. Acesso em: 14 ago. 2018.