As relações entre escrita e oralidade na obra de Apuleio de Madaura

  • Sônia Regina Rebel de Araújo

Resumo

Analiso a imbricação entre o oral e o escrito em duas obras de Apuleio de Madaura – Apologia e O Asno de Ouro – num trabalho de literatura comparada e História. Busca-se demonstrar o poder da cultura oral na Província da África pertencente ao Império Romano, e a importância dos livros, pois Apuleio, ao se defender da acusação de magia no tribunal em Sabratha exibiu erudição típica de autores da Segunda Sofística e comentou seus livros científicos. A ligação entre oral e escrito na obra apuleiana bem como o elogio da sabedoria, evidencia-se igualmente no Livro XI deO Asno de Ouro, em três trechos: o discurso do sacerdote de Ísis, após Lúcio recuperar a forma humana; quando de sua primeira iniciação à Deusa Ísis; finalmente, após sua iniciação ao culto osiriano, ele se torna um magistrado romano capaz de ler os livros sibilinos.


 

Publicado
2018-05-15
Como Citar
ARAÚJO, Sônia Regina Rebel de. As relações entre escrita e oralidade na obra de Apuleio de Madaura. Politéia - História e Sociedade, [S.l.], v. 16, n. 1, maio 2018. ISSN 1519-9339. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/politeia/article/view/3743>. Acesso em: 14 ago. 2018.