A Evolução de Balarm [Palermo] Islâmica (831-1072)

  • Thomas Bonnici Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Resumo

A ocupação da Sicília pelos aglábidas de Ifriqiya, no início do século 9 EC, trouxe grande desenvolvimento para uma cidade periférica do noroeste do thema Bizantina da Sicília. Quatro testemunhas oculares registram o crescimento de Panormos, agora Balarm, entre 831 e 1040 EC. Theodósios em 878 EC, Ibn Hawqal em 973, al-Muqaddasi em 985 EC e o autor anônimo de Kitab Ghara’ib al-funun em c. 1020 relatam a evolução, gradativa no período aglábida e rápida no período kalbita, da cidade através dos bairros, mercados, mesquitas, fábricas, cemitérios e eventos administrativos. Todavia, o desenvolvimento de Balarm registrado nas fontes literárias fica em descompasso com os escassos achados arqueológicos, que demonstram a destruição total da cidade nas guerras civis entre facções políticas muçulmanas e na invasão normanda pelos irmãos Hauteville.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Professor aposentado da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Doutorado em Teoria da Literatura pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp).

Publicado
2020-07-16
Como Citar
BONNICI, Thomas. A Evolução de Balarm [Palermo] Islâmica (831-1072). Politeia - História e Sociedade, [S.l.], v. 19, n. 1, p. 54-72, jul. 2020. ISSN 2236-8094. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/politeia/article/view/4954>. Acesso em: 09 ago. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/politeia.v19i1.4954.