ESTÁGIO CURRICULAR: O MOVIMENTO DE CONSTRUÇÃO IDENTITÁRIA DOCENTE EM NARRATIVAS DE FORMAÇÃO

  • Teresa Sarmento Universidade do Minho
  • Simone Albuquerque da Rocha Universidade Federal do Mato Grosso
  • Rosenilde Nogueira Paniago Instituto Federal Goiano

Resumo

Este artigo resulta de investigação que focaliza o Estágio como espaço de aprendizagem e
construção da identidade docente, em contexto de formação inicial, no Brasil e em Portugal. O
objetivo foi analisar como estagiárias brasileiras e portuguesas entendem o componente do Estágio no
processo de construção da sua identidade profissional. Para tanto foram delineadas algumas questões:
Que elementos são destacados como relevantes pelos estagiários? De que maneira o Estágio contribui
para a construção da identidade docente? Como caminho metodológico optou-se pelo uso das
narrativas recolhidas em relatórios e memoriais de formação, adotando-se assim uma abordagem
qualitativa de análise. O suporte teórico é sustentado por referenciais da área da formação de
professores, área multidisciplinar em que diferentes saberes se cruzam. Os dados revelaram que os
movimentos de construção identitária se acentuam no espaço/tempo do Estágio, destacando-se nas
narrativas que esse processo ocorre em diferentes contextos, e que a observação, a (auto)reflexão e as
relações estabelecidas nesse período são fundantes para o processo de tornar-se professor.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-10-19
Como Citar
SARMENTO, Teresa; DA ROCHA, Simone Albuquerque; PANIAGO, Rosenilde Nogueira. ESTÁGIO CURRICULAR: O MOVIMENTO DE CONSTRUÇÃO IDENTITÁRIA DOCENTE EM NARRATIVAS DE FORMAÇÃO. Práxis Educacional, [S.l.], v. 14, n. 30, p. 152-177, out. 2018. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/4365>. Acesso em: 14 nov. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/praxis.v14i30.4365.