A TRANSFORMAÇÃO DAS PRÁTICAS PROFISSIONAIS DOCENTES TENDO COMO REFERÊNCIA A METODOLOGIA TELESSALATM

  • Ana Teresa Pollo Mendonça Doutoranda em Ciências da Educação; Ensino e Inovação Pedagógica, pela Universidade do Porto
  • Ariana Cosme Doutora em Ciências da Educação, pela Universidade do Porto - Portugal; Professora da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação; Ensino e Inovação Pedagógica.

Resumo

Nesse artigo analisam-se as transformações nas práticas pedagógicas de educadores que utilizaram a Metodologia TelessalaTM no Programa Autonomia entre 2009 e 2015, uma parceria entre a Fundação Roberto Marinho (FRM) e a Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro (SEEDUC), Brasil, que visava a aceleração de estudos para a conclusão da Educação Básica de alunos em distorção idade-série. Procura-se compreender quais as mudanças que ocorreram na sua identidade profissional e pessoal a partir do trabalho com a unidocência, interdisciplinar e organizado de forma modular e não seriada; com um currículo contextualizado, problematizado e vivenciado através de uma dinâmica em que o professor assume o papel de mediador pedagógico e o conhecimento é construído coletivamente junto aos educandos, divididos em quatro Equipes. Para esse trabalho, os docentes passaram por um processo de formação continuada, no início de cada módulo, onde se esperava que fortalecessem pressupostos teórico-metodológicos, como a Leitura de Imagem e a escrita do Memorial e dialogassem com outras experiências; durante os acompanhamentos pedagógicos em sala de aula e nos encontros de planejamento em grupo, que objetivavam identificar as suas conquistas e dar atenção aos desafios.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-10-19
Como Citar
MENDONÇA, Ana Teresa Pollo; COSME, Ariana. A TRANSFORMAÇÃO DAS PRÁTICAS PROFISSIONAIS DOCENTES TENDO COMO REFERÊNCIA A METODOLOGIA TELESSALATM. Práxis Educacional, [S.l.], v. 14, n. 30, p. 376-392, out. 2018. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/4373>. Acesso em: 14 nov. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/praxis.v14i30.4373.