TEORIA CRÍTICA E ESCLARECIMENTO: MEDIAÇÃO PARA UMA EDUCAÇÃO ESCOLAR EMANCIPATÓRIA

  • Fátima Maria Nobre Lopes Universidade Federal do Ceará
  • Adauto Lopes da Silva Filho Universidade Federal do Ceará

Resumo

O processo de globalização do mundo contemporâneo afetou consideravelmente todos os setores da vida humana, inclusive a ciência, a tecnologia e a educação. Aqui se insere principalmente a educação escolar que, no caso do Brasil, atingiu certa universalização, embora a sua teleologia central esteja voltada mais para as demandas do mercado do que para a formação cultural e humana. A partir dessas considerações, este artigo objetiva dissertar sobre algumas concepções de Marcuse e de Adorno em torno da teoria crítica que poderão contribuir para o esclarecimento acerca da sociedade tecnológica e da barbárie que nela impera como condicionantes dos complexos sociais, dentre eles a educação escolar. Nesse sentido, a teoria crítica e, consequentemente, o esclarecimento poderão contribuir para a superação dessa dinâmica social instrumental tendo em vista uma educação escolar emancipatória.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-10-19
Como Citar
MARIA NOBRE LOPES, Fátima; LOPES DA SILVA FILHO, Adauto. TEORIA CRÍTICA E ESCLARECIMENTO: MEDIAÇÃO PARA UMA EDUCAÇÃO ESCOLAR EMANCIPATÓRIA. Práxis Educacional, [S.l.], v. 14, n. 30, p. 330-342, out. 2018. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/4377>. Acesso em: 14 nov. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/praxis.v14i30.4377.