AÇÃO COMUNICATIVA EM HABERMAS E PESQUISA-AÇÃO: DIÁLOGOS PARA FORMAÇÃO NA UNIVERSIDADE

  • Rosana Carla do Nascimento Givigi Universidade Federal de Sergipe
  • Juliana Nascimento de Alcântara Universidade Federal de Sergipe
  • Vera Lúcia de Oliveira Ralin Universidade Federal de Sergipe

Resumo

O presente trabalho aborda a universidade enquanto espaço formativo. Tem por objetivo discutir a formação fomentada num grupo de pesquisa a partir do diálogo entre os preceitos da Teoria da Ação Comunicativa de Habermas e da Pesquisa-Ação crítico-colaborativa. Para tanto, as análises partiram do trabalho do XXX da Universidade Federal de Sergipe, que conta com 20 integrantes, desde alunos de iniciação cientifica até alunos de pós-graduação. A formação nesse grupo ocorre segundo o tripé: supervisões, grupos de estudos e trabalho em campo. Como resultados, apontam-se algumas estratégias formativas, tais como a garantia de acesso ao discurso teórico-epistemológico; a necessidade de efetiva participação em grupos de pesquisa e atividades de extensão; o acompanhamento assistido em atividades práticas; o enaltecimento da práxis, com articulações profícuas entre ações e sua deliberada relação com os aspectos teóricos imanentes.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-10-19
Como Citar
CARLA DO NASCIMENTO GIVIGI, Rosana; NASCIMENTO DE ALCÂNTARA, Juliana; LÚCIA DE OLIVEIRA RALIN, Vera. AÇÃO COMUNICATIVA EM HABERMAS E PESQUISA-AÇÃO: DIÁLOGOS PARA FORMAÇÃO NA UNIVERSIDADE. Práxis Educacional, [S.l.], v. 14, n. 30, p. 358-375, out. 2018. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/4383>. Acesso em: 14 nov. 2018. doi: https://doi.org/10.22481/praxis.v14i30.4383.