OS INDÍGENAS COMO SUJEITOS NO MARCO REGULATÓRIO DA EDUCAÇÃO NO ESTADO PLURINACIONAL DA BOLÍVIA

  • Jaqueline Marcela Villafuerte Bittencourt Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Brasil
  • María Luz Mardesich Pérez Universidade Católica Boliviana – Bolívia

Resumo

Desde que se instituiu o Estado Plurinacional de Bolívia tem trazido novos conceitos que estão relacionados com as mudanças no arranjo estrutural que está em curso, particularmente nas políticas públicas sociais. Destaca-se a Educação como o setor que tem incluindo a ideia central do “viver bem” como eixo da mudança paradigmática da abigarrada sociedade boliviana. Neste artigo propomos trabalhar a partir de uma perspectiva que tem definido o Marco Regulatório da educação sob a perspectiva indígena/ camponesa/ originária, ou seja, a partir do setor da sociedade que SarzuriLima (2016) denomina a “parte sem parte” da sociedade. O foco nesses sujeitos se relaciona com as formas institucionais que estão em plena tensão neste momento histórico pela que atravessa a América Latina, qual seja a participação de segmentos marginalizados no Estado capitalista globalizado sustentado pelas práticas colonialista, racistas e conservadoras. Para tanto, traçamos uma sintética linha histórica para contribuir para que este tema permaneça na agenda.

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

 Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professora na Escola de Administração no curso de Administração Pública e Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), pesquisadora do Núcleo de Estudos de Políticos e Administrativos (NEPA). Temas: Análise de Políticas Públicas, Gestão Democrática, Estudos Comparados, Planejamento e Financiamento em Educação e a Relação entre o público e o Privado.

##submission.authorWithAffiliation##

Mestre em Formação Docente e Inovação educativa pela Universidad de Barcelona - Espanha. Mestre em Educação pela Universidad Mayor de San Simón – Cochabamba/Bolívia. Bacharel em Administração Escolar pela Universidad Mayor de San Simón – Cochabamba/Bolívia. Atualmente é professora investigadora na Universidade Católica Boliviana – Regional Cochabamba. Com experiência como professora do ensino superior formação docente.

Publicado
2019-01-17
Como Citar
BITTENCOURT, Jaqueline Marcela Villafuerte; PÉREZ, María Luz Mardesich. OS INDÍGENAS COMO SUJEITOS NO MARCO REGULATÓRIO DA EDUCAÇÃO NO ESTADO PLURINACIONAL DA BOLÍVIA. Práxis Educacional, [S.l.], v. 15, n. 31, p. 147-162, jan. 2019. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/4664>. Acesso em: 17 jul. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/praxis.v15i31.4664.