OS INDÍGENAS COMO SUJEITOS NO MARCO REGULATÓRIO DA EDUCAÇÃO NO ESTADO PLURINACIONAL DA BOLÍVIA

Autores

  • Jaqueline Marcela Villafuerte Bittencourt Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Brasil
  • María Luz Mardesich Pérez Universidade Católica Boliviana – Bolívia

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxis.v15i31.4664

Palavras-chave:

Estado Plurinacional da Bolívia. História da Educação. Indígenas.

Resumo

Desde que se instituiu o Estado Plurinacional de Bolívia tem trazido novos conceitos que estão relacionados com as mudanças no arranjo estrutural que está em curso, particularmente nas políticas públicas sociais. Destaca-se a Educação como o setor que tem incluindo a ideia central do “viver bem” como eixo da mudança paradigmática da abigarrada sociedade boliviana. Neste artigo propomos trabalhar a partir de uma perspectiva que tem definido o Marco Regulatório da educação sob a perspectiva indígena/ camponesa/ originária, ou seja, a partir do setor da sociedade que SarzuriLima (2016) denomina a “parte sem parte” da sociedade. O foco nesses sujeitos se relaciona com as formas institucionais que estão em plena tensão neste momento histórico pela que atravessa a América Latina, qual seja a participação de segmentos marginalizados no Estado capitalista globalizado sustentado pelas práticas colonialista, racistas e conservadoras. Para tanto, traçamos uma sintética linha histórica para contribuir para que este tema permaneça na agenda.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaqueline Marcela Villafuerte Bittencourt, Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Brasil

 Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professora na Escola de Administração no curso de Administração Pública e Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), pesquisadora do Núcleo de Estudos de Políticos e Administrativos (NEPA). Temas: Análise de Políticas Públicas, Gestão Democrática, Estudos Comparados, Planejamento e Financiamento em Educação e a Relação entre o público e o Privado.

María Luz Mardesich Pérez, Universidade Católica Boliviana – Bolívia

Mestre em Formação Docente e Inovação educativa pela Universidad de Barcelona - Espanha. Mestre em Educação pela Universidad Mayor de San Simón – Cochabamba/Bolívia. Bacharel em Administração Escolar pela Universidad Mayor de San Simón – Cochabamba/Bolívia. Atualmente é professora investigadora na Universidade Católica Boliviana – Regional Cochabamba. Com experiência como professora do ensino superior formação docente.

Downloads

Publicado

2019-01-17

Como Citar

Bittencourt, J. M. V., & Pérez, M. L. M. (2019). OS INDÍGENAS COMO SUJEITOS NO MARCO REGULATÓRIO DA EDUCAÇÃO NO ESTADO PLURINACIONAL DA BOLÍVIA. Práxis Educacional, 15(31), 147-162. https://doi.org/10.22481/praxis.v15i31.4664