CONCEPÇÕES DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL: O QUE REVELAM PROFESSORAS E DOCUMENTOS OFICIAIS

Autores

  • Cíntia Resende Corrêa Rede de Educação Básica Municipal de Uberaba – Brasil
  • Ana Maria Esteves Bortolanza Universidade de Uberaba – Brasil

DOI:

https://doi.org/10.22481/praxis.v15i31.4679

Palavras-chave:

Desenvolvimento infantil; Práticas pedagógicas; Educação infantil.

Resumo

O objetivo deste artigo, parte de uma pesquisa, é analisar as concepções de desenvolvimento infantil de onze professoras de uma escola pública de Educação Infantil, situada no interior do estado de Minas Gerais e em documentos oficiais. Tem como foco identificar se as concepções de desenvolvimento infantil nos documentos e nas entrevistas com as professoras situam-se mais na esfera do cotidiano ou na esfera da atividade complexa. Trata-se de uma pesquisa qualitativa (2016), de abordagem histórico-cultural, tendo como foco o conceito de desenvolvimento infantil, atividade e linguagem como macrocategorias fundamentais para a compreensão do ser-criança. Os procedimentos metodológicos foram a entrevista e a análise de documentos oficiais. A análise dos documentos oficiais evidencia que o desenvolvimento infantil não é visto como um processo de todas as funções psicofisiológicas integradas da criança e relacionado ao processo de ensino e aprendizagem. Os
resultados evidenciam que as professoras entrevistadas se apoiam mais em conceitos do cotidiano para
sua atuação docente, o que aponta uma ausência de fundamentos teórico-metodológicos para nortear
suas práticas pedagógicas em conhecimentos científicos. Infere-se que a formação docente, seja inicial
ou continuada, precisa garantir aos professores a apropriação de conhecimentos científicos sobre a
criança e seu desenvolvimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cíntia Resende Corrêa, Rede de Educação Básica Municipal de Uberaba – Brasil

Mestre em Educação pela Universidade de Uberaba (UNIUBE). Professora da educação básica da Secretaria Municipal de Educação de Uberaba, MG. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas Infância e Contextos Educativos – GEPICE.

Ana Maria Esteves Bortolanza, Universidade de Uberaba – Brasil

Doutora em Educação Brasileira pela Universidade Estadual “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP). Pós-Doutora em Educação pela Universidade de Évora (Portugal). Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Professora da Universidade de Uberaba (UNIUBE). Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas Infância e Contextos EducativosGEPICE.

Downloads

Publicado

2019-01-17

Como Citar

Corrêa, C. R., & Bortolanza, A. M. E. (2019). CONCEPÇÕES DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL: O QUE REVELAM PROFESSORAS E DOCUMENTOS OFICIAIS. Práxis Educacional, 15(31), 389-406. https://doi.org/10.22481/praxis.v15i31.4679