EDUCAÇÃO INCLUSIVA: UMA REFLEXÃO A PARTIR DE NARRATIVAS AUTOBIOGRÁFICAS

  • Marcos Lucena da Fonseca Universidade Católica de Pernambuco – Brasil
  • Maria do Carmo Barbosa de Melo Universidade de Pernambuco – Brasil

Resumo

O presente texto enfatiza a possibilidade de experiências exitosas desenvolvidas no Instituto Padre Luis Cecchin com crianças e adolescentes considerados em situação de vulnerabilidade social. O eixo da pesquisa esteve centrado na fala de egressos e na devida observação de seus processos formativos. Foi realizado o exercício de escuta e por meio da modalidade metodológica Narrativas Autobiográficas atestamos possibilidades sobre experiências de trabalhos que podemos chamar de Educação Inclusiva, pautada na Educação Não-Formal, cujos princípios defendem oportunidades de convivência e de vivência com equidade para todos. Numa perspectiva humanizante e humanizadora procura-se desenvolver oportunidade de desenvolvimento integral por meio de estratégias, técnicas e práticas educacionais que contemplem e favoreçam uma formação de qualidade, explorando várias dimensões de educação. Entre os autores que defendem esses princípios e que respaldou o presente trabalho destacamos Mantoan (2015), Gohn (2015) e Arroyo (2012).

DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutorando em Ciências da Religião pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Mestre em Educação pela Universidade de Pernambuco (UPE). Licenciado em Filosofia, Graduado em Pedagogia, Bacharel em Teologia. Membro do Grupo de Estudo Formação de Professores. Nazaré da Mata - PE.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Educação pela Universidade do Minho (UMINHO). Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Pernambuco (UPE). Coordenadora da Graduação da UPE, Campus Mata Norte. Coordenadora Geral do PARFOR- UPE. Nazaré da Mata -PE.

Publicado
2019-05-10
Como Citar
LUCENA DA FONSECA, Marcos; DO CARMO BARBOSA DE MELO, Maria. EDUCAÇÃO INCLUSIVA: UMA REFLEXÃO A PARTIR DE NARRATIVAS AUTOBIOGRÁFICAS. Práxis Educacional, [S.l.], v. 15, n. 32, p. 251-273, maio 2019. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/5054>. Acesso em: 18 set. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/praxis.v15i32.5054.