EXPERIÊNCIAS DIDÁTICAS NAS GRADUAÇÕES DE ARQUITETURA E URBANISMO: POR MOVIMENTOS DE INCORPORAÇÃO

Resumo





Este trabalho consiste em apresentar três experiências didáticas, realizadas no âmbito da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Juiz de Fora, em que foi priorizada a imersão dos estudantes em ambientes que não os das salas de aula propriamente ditas. Tais experiências, desenvolvidas no caminho da metodologia da pesquisa-ação, procuraram privilegiar o contato dos estudantes com situações que os fizeram refletir sobre os seres e coisas que conformam os ambientes em que estiveram e, de certa forma, estabelecer relações com eles, voltando atenção especial para as dinâmicas provocadas por esses seres e coisas e como nelas eles se imbricam mutuamente no cotidiano das cidades. As discussões surgidas com os estudantes durante essas experiências, o seu retorno em forma de narrativas e a observação da complexificação de seus discursos e ações junto às atividades acadêmicas que nos foi possível acompanhar incentivaram a proposição de uma tese de doutorado junto ao Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia. Tanto nessa tese quanto no presente artigo, se defende a adoção de mudanças no ensino das graduações de Arquitetura e Urbanismo brasileiras pautadas em referências paradigmáticas outras que não a cartesiana: “Pensamento Complexo”, “Filosofia da Diferença”, “Biologia do Conhecer”, “Educação da Atenção”, tudo isso voltado para a valorização da “Experiência” no mundo. A intenção é que a formação desses estudantes possibilite a construção de subjetividades próximas do que chamamos de “postura incorporada”, mais consonante, a nosso ver, com a complexidade desse mundo como um todo.





DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutoranda em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professora do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Juiz de Fora – Brasil. Membro dos grupos de pesquisa Laboratório de Patrimônios Culturais – LAPA/UFJF e Cidades Políticas – CIPÓS/UFBA; Bolsista do Programa de Apoio à Qualificação da Universidade Federal de Juiz de Fora.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professora Associada da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professora Titular da Universidade do Estado da Bahia. Membro do grupo de pesquisa GREAS-CEAQ (Sorbonne, Paris-Descartes).

Publicado
2019-10-01
Como Citar
LEITE OLENDER, Mônica Cristina Henriques; D’ÁVILA, Cristina. EXPERIÊNCIAS DIDÁTICAS NAS GRADUAÇÕES DE ARQUITETURA E URBANISMO: POR MOVIMENTOS DE INCORPORAÇÃO. Práxis Educacional, [S.l.], v. 15, n. 35, p. 183-206, out. 2019. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/5674>. Acesso em: 15 dez. 2019. doi: https://doi.org/10.22481/praxisedu.v15i35.5674.