POLÍTICAS EDUCATIVAS E APRENDIZAGEM DOS ALUNOS NO ENSINO NÃO- SUPERIOR PORTUGUÊS

Resumo





A presente investigação tem como objetivo investigar o papel que algumas variáveis podem ter no incremento das aprendizagens dos alunos, tais como o envolvimento dos alunos, os projetos educativos de escola e algumas políticas educativas, como o currículo nacional, a redução do número de alunos por turma ou a formação contínua de professores. A investigação é de natureza qualitativa, na linha de um paradigma interpretativo, embora utilizando técnicas quantitativas de recolha e análise de dados. Os dados foram obtidos através da aplicação de um questionário online desenvolvido pelos autores para avaliar as diferentes dimensões do modelo proposto, recorrendo-se nesse sentido a uma amostra de conveniência constituída por 1.320 professores e diretores de escolas de ensino não- superior, público e particular e cooperativo, desde o primeiro ciclo até ao ensino secundário, do território português, no ano letivo de 2017/2018. No tratamento de dados quantitativos, utilizou-se o modelo de equações estruturais (SEM), através do software SPSS para investigar as possíveis relações entre as diferentes dimensões incorporadas no modelo. As principais conclusões do estudo apontam no sentido de que a melhoria do desempenho escolar dos alunos foi influenciada de forma significativa pelos métodos de estudo dos alunos e não revelou como diretamente significativa a influência da redução do número de alunos por turma, da formação de professores e do currículo nacional.





DOWNLOADS

Não há dados estatísticos.

Biografias do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em Educação pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa; Professor Auxiliar Convidado no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, Portugal; Membro da Unidade de Investigação e Desenvolvimento em Educação e Formação (UIDEF).

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Economia Financeira e Contabilidade pela Universidad de Extremadura (Espanha); Professora Adjunta Convidada no ISCAL - Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa, Portugal; Membro do CEFAGE - Centro de Estudos Avançados em Gestão e Economia (Pólo do ISCAL).

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em Ciências da Educação pela FPCE da Universidade de Lisboa; Professor Associado Aposentado no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, Portugal; Membro da Unidade de Investigação e Desenvolvimento em Educação e Formação (UIDEF).

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Ciências da Educação pela FPCE da Universidade de Lisboa; Professora Auxiliar no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, Portugal; Membro da Unidade de Investigação e Desenvolvimento em Educação e Formação (UIDEF).

Publicado
2020-01-01
Como Citar
MUCHARREIRA, Pedro Ribeiro et al. POLÍTICAS EDUCATIVAS E APRENDIZAGEM DOS ALUNOS NO ENSINO NÃO- SUPERIOR PORTUGUÊS. Práxis Educacional, [S.l.], v. 16, n. 38, p. 441-460, jan. 2020. ISSN 2178-2679. Disponível em: <http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/6020>. Acesso em: 27 fev. 2020. doi: https://doi.org/10.22481/praxisedu.v16i38.6020.